Um jovem estudante de engenharia de 24 anos já recebeu dois prêmios por uma ideia totalmente inovadora e de extrema importância: ele criou água em forma de bala que estimula pessoas com Alzheimer e outros tipos de demência a tomarem água, já que muitas delas se esquecem de beber e acabam ficando desidratadas, como aconteceu com a avó dele. Ela serviu de inspiração as balas, chamadas Jelly Drops, water sweets – Gotas de Gelatina, doces de água, em tradução literal.

As balas são cápsulas comestíveis coloridas, feitas à base de gelatina. Elas são muito parecidas com doces, mas dentro o que se encontra é pura água que os idosos precisam beber… e agora fazem isso de forma divertida.

Lewis Hornby é o nome responsável por essa ideia original quando foi visitar a avó, que foi hospitalizada justamente por desidratação.

Alguns casos de demência fazem com que as pessoas se esqueçam de como beber ou engolir, principalmente líquidos, como aconteceu com a avó de Lewis. Os pacientes têm dificuldade para se comunicar e dizer estão com sede. Sem contar que os sintomas da demência acabam disfarçando uma possível desidratação.

“Pelas minhas observações, as pessoas com demência acham muito mais fácil comer do que beber. Mesmo assim, pode ser difícil envolvê-los e incentivá-los a comer. Descobri que a melhor maneira de superar isso é oferecer uma guloseima! Este formato [de bala] empolga as pessoas com demência, elas reconhecem instantaneamente e sabem como interagir com ele”, revelou Lewis.

As gotas de gelatina brilhantes possuem 90% de água e eletrólitos em sua composição e são fáceis de usar e parecem deliciosas ao mesmo tempo.

Ele experimentou a ideia primeiro com sua avó e foi um sucesso de imediato.

“Quando ofereci pela primeira vez, a vovó comeu sete gotas de gelatina em 10 minutos, o equivalente a um copo cheio d’água, algo que normalmente levaria horas e exigiria muito mais assistência”, contou Lewsis.

As Jelly Drops ainda estão em fase de testes, mas já estão sendo notadas por algumas organizações influentes do mundo.

Lewis foi reconhecido pela sua ideia e recebeu o prêmio Helen Hamlyn Snowdon por Deficiência e o prêmio DESIRE por impacto social da Dyson School of Design Engineering.

Confira abaixo a alegria dos idosos ao receberem as gotas de gelatina de água:

Com informações Buzznicked e NutraIngredients
Fotos: Jelly Drops

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui