Há um tempo atrás, foram instaladas gangorras que permitiram que famílias mexicanas brincassem de lados opostos do muro da fronteira entre EUA e México. O projeto ganhou o prêmio de “Design do Ano 2020” pelo Museu de Londres.

A criação foi do arquiteto norte-americano Ronald Rael que instalou as gangorras instaladas entre as barras de ferro da cerca metálica que separa os Estados Unidos e o México, e que foi uma promessa do ex-presidente Donald Trump.

Felizmente, o novo presidente dos EUA, Joe Biden, já anunciou que a construção será parada e o muro construído até então demolido.

“Estamos totalmente surpresos com esta honra inesperada”, disse o arquiteto Ronald Rael, que idealizou as gangorras juntamente da arquiteta Virginia San Fratello.

O projeto de arte transformou a parede da fronteira de 6 metros em uma espécie de plaground – convidando famílias de cada lado da fronteira para passarem um tempo juntas.

O projeto foi indicado junto com 70 outros espalhados pelo mundo e que tinham o objetivo de trazer esperança pra humananidade, que incluíam uma renderização em 3D do vírus que causou a pandemia.

“Os Beazley Designs of the Year são o Oscar do mundo do design”, disse Razia Iqbal, jornalista que presidiu o painel dos jurados do Design Museum.

O prémio, destacou ela, é sobre trabalhos que ultrapassam os limites da criatividade e inovação.

Relembre a instalação das gangorras e veja a comemoração do arquiteto que a desenhou na sua publicação do instagram:

Com informações Sunnyzkyz
Foto: reprodução Instagram

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here