Cientistas de Bangi, na Malásia, encontraram uma maneira revolucionária e sem prejudicar o meio ambiente ao reciclarem restos de abacaxi: eles simplesmente criaram um drone biodegradável.

O professor Mohamed Thariq Hameed Sultan, da Putra University, passou os últimos 3 anos criando e desenvolvendo o drone, que é feito dos restos da fibra do abacaxi.

As folhas colhidas da fruta na região de Hulu Langat geralmente são queimadas, o que ainda acabava contribuindo pra poluição. Mas graças essa ova invenção, os cientistas conseguiram resolver tanto o problema da poluição local quanto no que diz respeito a aumentar a renda dos agricultores locais.

“Estamos transformando a folha do abacaxi em uma fibra que pode ser usada para aplicação aeroespacial, basicamente inventando um drone”, disse Bangi à Reuters.

O drone criado por Bangi consegue voar até 3.280 pés em cerca 20 minutos e, por ser biodegradável, casa o drone seja danificado ele pousará sozinho em no máximo 2 semanas sem prejudicar o meio ambiente.

Mohamed agora tem a intenção de criar drones ainda maiores pra no futuro transportar cargas úteis, mais pesadas.

Pesquisadores como Mohamed estão trabalhando neste projeto desde 2017, e essa incrível e revolucionária invenção não poderia vir em hora mais certa.

Com informações Inspire More
Foto: reprodução Reuters

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui