Atualmente, o clima no ambiente de trabalho é mais flexível e pode dar a falsa impressão de que as regras ou padrões de etiqueta empresarial desapareceram, já que que tanto as grandes empresas quanto as PMEs adotaram uma cultura mais relaxada. Mas esse não é o caso.

As regras de etiqueta empresarial continuam sendo um elemento muito importante, que pode influenciar diretamente o sucesso ou o fracasso de uma relação comercial. Veja abaixo dez normas de comportamentos para seguir em reuniões com os clientes ou parceiros empresariais.

1. Os nomes e sua importância

Quando encontrar alguém pela primeira vez, preste atenção no nome da pessoa, grave-o e use-o na conversa sem exagerar. Se for incomum, não hesite em perguntar educadamente.

2. Respeite o estilo de cada um

Outra norma essencial no mundo dos negócios é respeitar ao máximo o estilo de cada interlocutor. E atente também para sua área de atuação.

Por exemplo, em esportes como o poker, existem normas sobre o que fazer e o que não fazer; no futebol, o fair-play é imperativo; e até mesmo nas artes marciais, há um protocolo pré-combate. Em todos esses casos, é necessário respeitar o adversário. Afinal, são colegas de profissão.

3. Quem é quem

Ao iniciar uma reunião de negócios, não se esqueça de apresentar todas as pessoas que estão presentes. É aconselhável ainda fornecer mais informações do que apenas o nome.

Diga, por exemplo, sua função no departamento e as tarefas que desempenham na empresa.

4. Cumprimente todas as pessoas

Mesmo que seja um desconhecido, deve cumprimentar com o mesmo grau de gentileza todas as pessoas que encontra no dia a dia no ambiente de negócios. Para quebrar o gelo, faça perguntas para iniciar uma conversa e demonstrar interesse.

5. Aperto de mão e contato visual

Ao fazer contato visual direto, sorria para transmitir confiança e lembre-se que o aperto de mão deve ser firme. Se for o responsável pela reunião, é você quem deve iniciá-lo.

6. Siga as regras básicas de cortesia

Mantenha o diálogo e siga algumas regras básicas para ser cortês e respeitar as boas maneiras. Por outro lado, evite conversas vagas e palavras informais. Fuja das controvérsias e mantenha um discurso fluido e adequado ao momento.

7. Cuidado com a comunicação não verbal

Passe sempre a impressão de que está atento, acompanhando a conversa e ouvindo seu interlocutor. Suas expressões faciais podem expressar muito mais do que imagina, assim como sua linguagem corporal ou os movimentos que faz com as mãos.

Ao participar da conversa, tente não interromper e permita que a outra pessoa termine seu raciocínio. Falar demais não é uma boa estratégia, muito menos quando fala somente de si próprio. Ouça e responda com cordialidade.

8. Não deixe a pontualidade de lado

Uma das regras de etiqueta empresarial é ser pontual. Chegue sempre na hora ou alguns minutos antes e não faça ninguém esperar. Além do tempo ser precioso, o atraso causa uma má impressão. Caso vá se atrasar para um compromisso, avise e diga quanto tempo vai demorar.

9. Vista-se adequadamente

É verdade que a forma de vestir se tornou muito menos rígida do que há alguns anos e hoje é possível ir a uma reunião sem usar gravata. No entanto, existem várias peças de vestuário que não são adequadas para serem usadas no local de trabalho, como chinelos, camisetas regata e decotes profundos. A primeira impressão é a que fica.

10. Estude o contexto

Lembre-se de que a etiqueta empresarial pode variar de acordo com a cultura local. Se for a uma reunião de negócios em um outro país, é recomendável que reveja suas regras de conduta e comportamento para mostrar que conhece seus costumes.

Finalmente, apesar de todas estas regras, saiba que estar confortável consigo mesmo é essencial. Não deixe que o trabalho tome conta da sua vida, já que os efeitos podem não ser os melhores. Por isso, sempre que tiver algo importante no trabalho prepare tudo com antecedência.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Guardadas as devidas proporções, são normas de comportamento imprescindíveis também entre as quatro paredes da empresa familiar, chamada LAR, onde nem sempre os “gentlemen da porta pra fora” costumam ser exemplos a ser seguidos, portas a dentro, no que tange o relacionamento com familiares, principalmente os mais idosos que não enxergam, não escutam muito bem e caminham devagar, atravancando o caminho daqueles que têm muita pressa de chegar ao local de seus inadiáveis compromissos diários mas precisam ser absolutamente PONTUAIS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui