O Natal é talvez a data do ano mais conhecida por unir famílias e materializar os sonhos das pessoas sentem umas. Ainda assim, existem presentes nesta época que não podem ser comprados. É o caso do casal Chad e Aileen Cooper, que através de um desconhecido, souberam da doação de parte do fígado que salvou a vida do bebê deles.

Michael Speck, de 64 anos é o nome da linda alma que surgiu do nada para se tornar a pessoa que forneceria o fígado para o pequeno Jacob Cooper, de apenas 10 meses – e que tanto precisava. Jacob nasceu com atresia biliar, uma doença rara das vias biliares e precisava de um transplante com urgência de fígado para sobreviver.

Os pais jamais imaginaram que a doação do fígado viria de uma pessoa completamente desconhecida, ainda mais porque essa pessoa estava bem distante – cerca 3.000 quilômetros da Califórnia (EUA).

Antes da aparição milagrosa do doador Michael Speck, a saúde do pequeno Jacob estava piorando e a preocupação entre médicos e familiares era muita.

“Ele estava ficando cada vez mais doente e foi hospitalizado com uma infecção antes do transplante, estava gravemente doente”, revelou o Dr. Yuri Genyk, que trabalha no Hospital Infantil de Los Angeles, onde o bebê passou pela operação.

“O cirurgião me disse que era um bebê de 10 meses e quando fiquei sabendo disso, comecei a chorar. Tem tanta gente que pode fazer o mesmo que eu”, disse o humilde Michael à rede CBS.

Michael já é um doador regular de órgãos. Anos antes, ele já havia doado um dos seus rins para um ministro.

Pai e avô, ele entende toda a preocupação e amor dos pais de Jacob.

O encontro deles aconteceu de forma virtual via Zoom e os agradecimentos foram mútuos e calorosos. O pequeno Jacob passa bem agora.

Com informações UPSOCL
Foto: CBS

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here