Na capital Moscou, a Rússia deu o pontapé inicial para vacinar a sua população contra o novo coronavírus.

A Rússia fez a entrega do primeiro lote de vacinas contra Covid-19, conhecida como Sputnik V, para uso civil a um hospital localizado no sul da capital.

O hospital confirmou a notícia na última segunda, 30, que começou a vacinação na população local já na semana passada.

Ao mesmo tempo, o governo russo corre para acompanhar outras farmacêuticas ocidentais na busca por uma vacina contra o vírus.

Os resultados provisórios da Sputnik V, mostraram que ela tem 92% de eficácia na proteção de pessoas contra a Covid.

O Hospital Municipal Central de Domodedovo, onde as primeiras vacinas foram recebidas, informaram que moradores que quiserem se vacinar têm que se registrar com antecedência através de um site nacional.

Além disso, a pessoa precisa levar um exame recente de negativo pra Covid-19, além do documentos de identificação, claro.

Os casos de coronavírus dispararam na Rússia no último mês de setembro, já caracterizando a temida segunda onda, mas as autoridades do governo russo ainda resistem à adoção de um lockdown rígido e dizem que medidas específicas bastam para lidar com a crise da pandemia no país.

Segundo autoridades de lá, são 26.338 casos novos de coronavírus no último dia 30, sendo 6.511 em Moscou e 3.691 em São Petersburgo, o que eleva o total nacional a 2.295.654 desde o início da pandemia em março.

A Rússia, no total, sofreu até o momento com 39.895 morte desde que a pandemia começou.

Com informações Exame e Reuters
Foto: reprodução The Moscow Times

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here