A relação entre saúde mental e o trabalho sempre foi pauta de debates e estudos na área da psicologia e do empreendedorismo. As pessoas inseridas no mercado estão sujeitas a níveis elevados de estresse que podem, muitas vezes, desenvolver transtornos de ansiedade e depressão.

No Brasil, o índice de abandono de emprego por questões relacionadas à saúde mental é significativo. Isso só comprova como o nosso estado psíquico é a engrenagem que move todos os níveis da nossa vida.

É pensando nisso que as empresas têm buscado melhorar a qualidade de vida dos funcionários e utilizar alternativas que flexibilize o trabalho entre os colaboradores, diminuindo o estresse no ambiente de trabalho.

É fundamental que as organizações desenvolvam cada vez mais uma gestão humanizada, que considere as subjetividades psíquicas de cada colaborador e invista no suporte da psicologia organizacional.

Hoje em dia, pessoas emocionalmente desenvolvidas, que possuem inteligência emocional, são mais requisitadas pelas empresas do que indivíduos com grandes habilidades técnicas somente.

A saúde mental nunca foi tão valiosa dentro das organizações como nos dias de hoje. Assim como os colaboradores em geral, os líderes também sofrem com a pressão e o estresse corporativo, em alguns casos de forma mais intensa.

Na maioria das vezes, quanto maior o cargo, maior o medo de perdê-lo e maior ainda a tensão diante das adversidades do trabalho. Tudo isso somado ao decorrer dos dias e dos meses pode gerar quadros graves de ansiedade.

Devido à alta demanda, o número de atendimentos online relacionados à saúde mental aumentou de forma significativa nos últimos anos. Tudo isso se faz devido à facilidade e acessibilidade da criação de plataformas e sites hoje em dia.

Muitos psicólogos optaram por contratar um serviço de web host, registrar um domínio e com isso desenvolverem seu próprio espaço virtual.

Com os preços desses serviços cada vez mais acessíveis, a maioria das pessoas migraram do consultório tradicional para o digital. Tudo isso facilitou o acesso ao tratamento psicológico e desenvolvimento da saúde mental.

Você já se sentiu desamparado emocionalmente no ambiente de trabalho? Ou abandonou o trabalho por não se sentir bem emocionalmente? Se sim, saiba que isso é muito comum nos dias de hoje e é sobre esse assunto que iremos falar.

O que é saúde mental?

A saúde mental é um tema que cresceu muito entre os debates no cotidiano das pessoas ultimamente. A sociedade enfim tem dado atenção pra esse assunto que é tão importante na vida das pessoas e que compromete todos os outros níveis da nossa saúde física.
Assim como a saúde física, a saúde mental é essencial para que o ser humano consiga exercer suas tarefas diárias com qualidade. Os impactos da saúde mental podem comprometer todas as áreas de nossa vida, desde profissionais até os nossos relacionamentos.

Por não serem tão explícitas como as complicações físicas, essas questões relacionadas à saúde mental ficam escondidas e podem permanecer como um problema na vida das pessoas por anos.

Além disso, a maioria das pessoas costumam questionar os sintomas, invalidar a dor que o outro está sentindo e até mesmo não dar a devida importância às doenças psíquicas. Tudo isso colabora para uma geração cada vez mais adoecida e que tem vergonha de buscar ajuda.

Do contrário, quando o indivíduo está com alguma dificuldade física, isso não acontece, pois ninguém espera que alguém saia correndo com uma perna quebrada. No ambiente de trabalho, muitas vezes é onde presenciamos determinado pensamento equivocado.

É muito difícil alinhar as expectativas dos outros com as nossas limitações, pois a saúde mental pode comprometer não só uma perna como o caso do exemplo anterior, mas limita todo o corpo físico e os processos cognitivos de cada um.

Muito mais do que estar bem com os outros e consigo mesmo, a saúde mental envolve uma conjuntura de aspectos diversos. Fatores ambientais, traumas, história da infância, fatores sociais, biológicos e muitos outros elementos estão envolvidos na saúde psíquica de cada um.

Alguns fatores ambientais e sociais geram crenças que muitas vezes são nocivas à saúde mental das pessoas pois não consideram a subjetividade de cada um. Recentemente, o incentivo à produtividade no mercado de trabalho tem excluído todas as características singulares e a subjetividade das pessoas.

A produtividade está intimamente ligada à saúde mental do indivíduo, pois propagar um discurso onde a produtividade é atrelada à autorresponsabilidade pode muitas vezes gerar frustração e até mesmo intensificar os sintomas de pessoas já adoecidas.

Você já se sentiu insuficiente durante algum trabalho? Ou por algum momento, achou que não daria conta? Questões como essas acontecem todos os dias e raramente são vistas como algum sintoma psíquico.

Ao contrário do que muitos pensam, se sentir indisposto e incapaz pode ser um dos indícios de adoecimento mental. Cuidar da saúde mental é uma tarefa desafiadora, mas que requer um esforço diário de cada um.

Uma dica simples e que pode ajudar qualquer pessoa é praticar atividades que estimulem o autoconhecimento e até mesmo o autocuidado. Externalizar nas palavras os nossos sentimentos, ideias e dilemas internos pode ser um ótimo começo para melhorar a saúde mental.

Assim como os diários, os blogs e sites pessoais são uma ótima ferramenta de autorreflexão. Se você se interessa pela escrita terapêutica basta procurar por um bom serviço de registro de domínio e web host que são facilmente encontrados na internet e começar a escrever.

Alguns médicos apontam a escrita terapêutica como grande aliada no tratamento da ansiedade. Além disso, ferramentas de blogs te permitem escrever de qualquer lugar, sem abrir espaços para os empecilhos que poderiam ocorrer com o diário físico.

Foto de RF._.studio no Pexels

Impacto da saúde mental nos negócios

Antes de tudo, é importante termos em mente que negócios são pessoas. Não adianta vender o melhor produto do mercado se não há uma boa comunicação e relação interpessoal com os clientes.

Muito mais do que isso, é preciso que as empresas invistam na qualidade de vida dos funcionários de forma constante e não pontual. Os negócios só acontecem por meio de pessoas e as pessoas só desempenham suas potencialidades da melhor forma se estiverem saudáveis mentalmente.

A falta de cuidado com a saúde mental dos colaboradores pode custar caro para as empresas. Alguns problemas como o estresse excessivo, transtornos de ansiedade e até mesmo algumas síndromes como a Síndrome de Burnout são constantemente relatados pelos funcionários de grandes empresas.

Gestões mais humanizadas geram colaboradores mais criativos e funcionais. Delegar tarefas excessivas, extensos horários de trabalho e a falta de comunicação é uma das causas mais comuns de estresse e que refletem na falta de rendimento dos funcionários.

A importância da psicologia organizacional nas empresas

Diante de todo esse cenário, a função dos psicólogos dentro das empresas nunca foi tão importante quanto atualmente. Dentre todas as tarefas desenvolvidas pela psicologia organizacional, as iniciativas que promovem o bem estar físico e mental dos colaboradores é uma das principais.

Além disso, o psicólogo organizacional é capaz de diagnosticar problemas relacionados à saúde mental que muitas vezes passam batidos dentro da organização. Para os colaboradores, o respaldo de um psicólogo ou equipe de recursos humanos é essencial para se sentirem seguros e acolhidos no ambiente de trabalho.

Outra alternativa que pode ser incentivada pelo psicólogo organizacional é o desenvolvimento de novos hábitos que promovam maior bem estar e diminua os impactos do estresse corporativo.

Uma dessas alternativas é flexibilizar a carga horária de trabalho nas empresas, tornando possível o trabalho remoto e disponibilizar plataformas de Home Office que permitam que eles trabalhem de casa.

Atualmente existem diversas plataformas de Home Office disponíveis na internet que possibilitam interação entre os colaboradores e coworking.

Imagem de EstudioWebDoce por Pixabay

Para empresas que buscam desenvolver plataformas próprias e com mais possibilidades de ferramentas, os serviços de registro de domínios estão cada vez mais acessíveis, algumas empresas oferecem inclusive pacotes com domínio e hospedagem de sites.

Conclusão

Temas sobre a saúde mental são importantíssimos a serem debatidos no Brasil. Quando relacionamos esse assunto ao ambiente de trabalho, negócios e as organizações, a pauta se torna ainda mais necessária.

Cuidar da saúde mental é uma tarefa única de cada ser humano e ao mesmo tempo um dever dos gestores de cada empresa. Da mesma forma que uma marca pode ser bem sucedida por meio de pessoas saudáveis e proativas, os negócios também podem atingir a falência por meio de pessoas que não estão em dia com a saúde mental.

***
Imagem de capa: Foto de mentatdgt no Pexels

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here