O mineiro e engenheiro químico Filipe Vargas Ferreira, de 32 anos, foi um dos vencedores do grande prêmio internacional Green Talents 2020, iniciativa do Ministério Federal da Educação e Pesquisa da Alemanha.

O prêmio seleciona todos os anos 25 projetos de jovens pesquisadores do mundo com o intuito de promover o intercâmbio global de ideias sustentáveis e ecologicamente inovadoras.

Doutorando da Unicamp, a Universidade Estadual de Campinas, Filipe Ferreira estava na disputa com 589 candidatos de 87 países.

“O prêmio é o reconhecimento de um trabalho que venho desenvolvendo durante alguns anos. Mais importante que isso, o Green Talents é o reconhecimento mundial de uma pesquisa de ponta desenvolvida em uma universidade pública brasileira”, disse Filipe, em entrevista ao Jornal da Unicamp.

O engenheiro mineiro, que cursou Mestrado em Engenharia Aeronáutica e Mecânica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), já acumulava outras experiências internacionais. Ele estudou na Universidade de Stuttgart, na própria Alemanha, como bolsista do programa Ciência Sem Fronteiras, e também realizou um estágio de pesquisa na Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

O projeto desenvolvido por ele tem como foco nanomateriais poliméricos biodegradáveis – plásticos – para serem usados como embalagens e/ou implantes biomédicos.

De acordo com Filipe, atualmente são utilizados polímeros não biodegradáveis nessas áreas e a reciclagem não é recomendada, porque alguns medicamentos, ou compostos ativos, não conseguem ser removidos durante esse processo, o que acaba contribuindo pra poluição.

Estima-se que 359 milhões de toneladas de plástico são produzidas globalmente todos os anos. Desse total, entre 150 e 200 milhões delas são jogadas em aterros sanitários ou na própria natureza. A missão de reduzir esse descarte e seu impacto ambiental é encontrar numa das alternativas, no caso da reciclagem, a reciclagem do uso de materiais que não prejudiquem o meio ambiente. Esta é a grande missão atualmente de especialistas e governos de todo o mundo.

Por conta da pandemia, os 25 selecionados do Green Talents deste ano participaram, em outubro, realizaram um tour virtual por instituições de pesquisa, universidades e organizações alemãs, que se dedicam à ciência da sustentabilidade. Além de terem tido a oportunidade de discutir seus projetos com especialistas.

A previsão é que, ano que vem, os vencedores possam se reunir na Alemanha, com estadia financiada pelo governo do país, para trabalharem juntos em uma instituição que escolherem, com os seus respectivos projetos.

Com informações Agência Fapesp e Conexão Planeta
Foto: divulgação / Green Talents 2020

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here