Cinco estudantes brasileiros foram os grandes vencedores da 12ª Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica – OLAA. Eles levaram a tão sonhada medalha de ouro! Viva Brasil!

Ao todo, foram 4 medalhas de ouro e 1 de bronze e com isso, o Brasil virou líder na competição como a nação mais premiada da história.

A OLAA aconteceu entre os dias 16 e 30 de novembro e desta vez, precisou ser de forma virtual por causa da pandemia.

A organização do evento online ficou a cargo do Equador e o resultado só foi anunciado no último dia 04 de dezembro, sexta-feira passado.

“Foi um sucesso mais uma vez para a equipe brasileira, a mais premiada”, afirmou coordenador da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), professor João Batista Canalle, após o resultado.

Confira a lista dos medalhistas brasileiros:

Beatriz Rodrigues de Freitas (Colégio Farias Brito – CE) | medalha de ouro
Bismark Mesquita do Nascimento (EEM Gov. Adauto Bezerra – CE) | medalha de ouro
Eduardo Henrique Camargo de Toledo (Oficina do Estudante – SP) | medalha de ouro
Vítor Eduardo Costa Santos (Colégio Leonardo da Vinci – SP) | medalha de ouro
Gustavo Sobreira Barroso (Colégio Antares – CE) | medalha de bronze.

A equipe brasileira tinha a liderança do professor Júlio Klafke, do Colégio Objetivo de São Paulo, e co-liderada pelo professor Eugênio Reis, do Observatório Nacional, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações MCTI.

Dez países participaram da competição, incluindo o Brasil: Bolívia, Colômbia, Equador, Guatemala, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai, além de líderes e observadores de 6 nações.

A competição era dividida em quatro provas: uma teórica individual, uma teórica de grupo multinacional, uma prova observacional e uma prova simulada de foguetes multinacional.

As etapas foram realizadas com monitoria do evento em tempo real dos participantes por meio de câmeras de celulares e computadores – nossa, imagina o trabalhão?

Fundada na capital do Uruguai, Montevidéu, a OLAA completou 11 anos em 2020 (começou em 2009) e é coordenada por astrônomos de vários países em conjunto.

Parabéns por essa vitória, Brasil!

Com informações Renova Mídia e Correio 24hs
Foto: Divulgação

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here