pode ser na primeira hora, no primeiro beijo ou na primeira noite, relações casuais criam conexões reais.

não querer manter o vínculo é uma escolha pessoal mas, antes de sabotar algo com achismos, faça uma autocrítica e pergunte para quem te conquistou naquele momento.

explico isso porque ainda tem gente que acha que demonstrar afeto num relacionamento casual significa estar logo querendo um resultado, uma recompensa romântica que iniciará algum tipo de compromisso duradouro.

calma, sabe? primeiro, antes de qualquer conexão, tenha a responsabilidade emocional de fazer uma autocrítica sobre o que você quer e qual vínculo você espera estabelecer.

após rolar o afeto, não se comporte com descaso, agindo como se nada tivesse acontecido porque aconteceu.

tenha a sensibilidade de reconhecer que uma pessoa te entregou carinho e grande parte da sua melhor versão. por quê? porque ela tem esse nível de realidade e intensidade.

caso tenha alguma dúvida sobre como proceder depois, não crie achismos. a pessoa pode não estar caindo de amores por você e nem com expectativas profundas. talvez ela queira o mesmo que você: manter o casual.

e por que é casual não pode ter afeto? os relacionamentos, sejam quais eles forem já não estão rotulados o suficiente hoje em dia?

não complique, o seu coração pode e deve praticar a escuta ativa. as coisas podem fluir naturalmente, assim como podem ser conversadas depois.

o problema é quando você pula etapas com medo daquilo que foi bom e gostoso pra você na hora. você acha que é fácil ser uma pessoa verdadeira em meio à tanta gente de mentira?

você não tem obrigação, aliás, ninguém tem obrigação de retribuir afeto, mesmo casualmente. mas pode-se, no mínimo, não se achar a última bolacha de pacote ou romantizar na sua cabeça que alguém te proporcionou afeto com intenções guardadas.

às vezes alguém encontra alguém e só quer aproveitar o possível dessa relação. o nome disso é sintonia e você definitivamente não encontra em qualquer rolê.

Imagem de capa via John Schnobrich, Unplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Guilherme Moreira Jr
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here