Uma equipe de cientistas da Columbia University e da Cornell University, nos EUA, desenvolveram um spray nasal que ataca o vírus da Covid-19 de forma direta. Essa pode ser a solução no combate à pandemia.

Através de um estudo recém-publicado, o medicamento se mostrou eficaz na desativação do novo coronavírus antes mesmo que ele tivesse a chance de infectar as células.

Como todos os vírus, o SARS-CoV-2, precisa invadir as células para conseguir se reproduzir.

Para ter acesso a uma célula, é necessário que o vírus tenha uma “chave” que se encaixe na fechadura da proteína na superfície de cada célula. No caso do SARS-CoV-2, isso é chamado de proteína espinho, e é aí que o novo bloqueador de spray nasal entra no jogo e ataca o vírus.

A proteína espinho se “descompacta” quando colocada de frente com o spray nasal. Ele é composto de lipoproteína, que tem uma cadeia complementar repleta de aminoácidos ligados a uma partícula de colesterol. Na interação com o novo coronavírus, o composto do spray desativa a Covid-19.

O estudo, que até agora só está disponível no servidor de pré-impressão bioRxiv, mostra que o spray de lipoproteína interrompeu completamente a infecção viral nos animais usados em testes.

A equipe dos cientistas também estimulou que o tempo de duração do spray pra proteção dura aproximadamente 24 horas.

É lógico que ainda serão necessários estudos adicionais para confirmar se spray é realmente seguro antes que qualquer teste em humanos seja aprovado para começar.

Com informações Hypesciense
Foto: reprodução Hypesciense

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here