Os membros da tribo Butan, da Indonésia, têm olhos azuis mais profundos já vistos. O motivo? Uma estranha doença genética que os torna praticamente únicos no mundo.

A verdade é que os asiáticos compartilham uma série de traços físicos e genéticos que são bastante evidentes e diferentes do resto do mundo, principalmente no que diz respeito à cor dos olhos, mesmo sendo na sua maioria castanhos ou pretos.

No entanto, existe uma tribo indígena na Indonésia que foge completamente do cânone tradicional, e tudo devido a uma síndrome genética rara.

A tribo Buton está localizada exatamente na província de Southeastern Celebés (Sulawesi), e todos os seus membros têm olhos de uma cor azul profundo, sendo mais claros do que pessoas que nasceram no lado nórdico da Europa, por exemplo.

Além disso, o contraste que fazem com o seu tom de pele os destacam ainda mais. Isso pode ser visto nas incríveis imagens feitas pelo fotógrafo Korchnoi Pasaribu em uma série de retratos (Instagram no fim da matéria)

De acordo com o que foi noticiado pela imprensa Pacific Press Agency, a causa dessa cor de olhos única nos Butans é uma doença genética chamada síndrome de Waardenburg, que ocorre em apenas um em 42 mil nascimentos e que pode gerar anormalidades faciais, incluindo essa diferença na visão e também lados ruins, como a surdez.

Por mais que seja uma doença genética, não há como negar olhos tão lindos…!

Com informações Pacific Press e Instagram @geo.rock888

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here