Segundo um estudo recentemente divulgado, existe uma solução simples e barata para quem sofre de insônia: deitar e se cobrir com um coberto pesado.

Pesquisadores da Suécia foram quem descobriram que pacientes com insônia melhoraram o sono e qualidade, além da diminuição da sonolência início da manhã após dormirem com cobertor pesado.

A pesquisa está publicada no Journal of Clinical Sleep Medicine e envolveu 120 voluntários adultos (68% mulheres, 32% homens) que foram previamente diagnosticados com insônia clínica ou transtorno psiquiátrico concomitante: transtorno depressivo maior, transtorno bipolar, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, ou distúrbio de ansiedade generalizada. Todos os participantes giravam em torno dos 40 anos.

O resultado ainda revelou que os participantes que usaram cobertor pesado por quatro semanas seguidas tiveram uma redução significativa da insônia, melhor manutenção do sono, maior nível de atividade diurna e redução de sintomas tais como fadiga, depressão e ansiedade.

Após o estudo inicial de quatro semanas, todos os voluntários também contaram com a opção de usar a manta pesada para uma fase de acompanhamento de 12 meses.

Foram testados quatro tipos cobertores com pesos diferentes: dois cobertores (6 kg e 8 kg) e dois cobertores (6,5 kg e 7 kg) – Já os participantes do grupo de controle dormiram com um cobertor de plástico leve de 1,5 kg.

Após o teste, e eles puderam escolher livremente o cobertor de sua preferência, e a maioria obviamente optou pelo mais pesado.

Apenas um participante abandonou o estudo devido à sensação de ansiedade com o cobertor pesado.

“Fiquei surpreso com o grande efeito do cobertor pesado sobre a insônia e satisfeito com a redução dos níveis de ansiedade e depressão”, disse o Dr. Mats Alder, psiquiatra consultor do departamento de neurociência da clínica do Karolinska Institutet, em Estocolmo e líder da pesquisa.

“Uma explicação sugerida para o efeito calmante e promotor do sono é a pressão que o cobertor pesado faz em diferentes pontos do corpo, estimulando a sensação do toque e a sensação dos músculos e articulações, semelhante à acupressão – terapia derivada da acupuntura chinesa para reativar a circulação energética – e massagem”, acrescentou o Dr. Mats Alder.

“Há evidências que sugerem que a estimulação de pressão profunda aumenta a excitação parassimpática do sistema nervoso autônomo e, ao mesmo tempo, reduz a excitação simpática, que é considerada a causa do efeito calmante.”, concluiu o Dr. Alder.

Com informações American Academy of Sleep Medicine e GNN
Foto: Unsplash / Gregory Pappas

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. “Moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza”, 40 graus no verão, fica difícil perder a insônia com um travesseiro à guisa de travesseiro e outro para se cobrir, a não ser no inverno, quem sabe, ou viajando pra Suécia, se os vôos já estiverem liberados. Complicado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui