Se tornou oficial na Espanha: homens e mulheres que ocupem o mesmo cargo não podem ter salários desiguais. Igualdade e justiça.

O governo espanhol proibiu de vez a diferenciação de salários entre gêneros através de um decreto publicado esta semana.

“A partir de hoje, um homem e uma mulher não podem mais receber remuneração diferente”, declarou a ministra do Trabalho, Yolanda Díaz.

As empresas terão até seis meses para cumprirem o decreto.

Mas não foi só esse decreto bom que a Espanha aprovou esta semana. Além de acabar com a diferença de salários entre homens e mulheres, o governo espanhol também publicou um que faça com que todas as empresas auditem seus projetos em favor da diversidade.

O que fica valendo do início da contratação até o desligamento da pessoa do trabalho.

As empresas serão obrigadas a manter registros de salários e funções dos funcionários, além divulgar os documentos explicando o motivo de, eventualmente, pagar valores diferentes para pessoas que tenham a mesma função.

A multa para o descumprimento das regras pode chegar a 187 mil euros, cerca de R$ 1,2 milhão na atual cotação.

Com informações Metro
Foto: Victoriano Izquierdo@victoriano via Unplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here