A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, autorizou na última sexta, 23, a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina da farmacêutica chinesa Sinovac em produção conjunta com o Instituto Butantan.

A licença é apenas para importação do imunizante, por enquanto.

Com a relação distribuição das doses, a própria Anvisa é que vai definir.

O pedido de importação foi feito pelo Instituto Butantan em caráter excepcional.

A CoronaVac já está na terceira e última fase de testes.

O acordo se costurou com o Governo de SP, que fechou contrato com a farmacêutica chinesa para comprar 46 milhões de doses da vacina.

Essas 6 milhões de doses aprovadas pela Anvisa virão prontas da China, e as outras 40 milhões serão envasadas e rotuladas dentro do Instituto Butantan a partir de material das vacinas compradas.

No caso do imunizante atingir os índices necessários de eficácia e segurança, ele será submetido para uma última avaliação da Anvisa que, aprovando, indicará o registro para enfim a vacina ser aplicada na população.

Com informações Agência Brasil
Foto: Reuters

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here