Uma nova pesquisa sobre os anticorpos da Covid-10 foi feita com mais de 30 mil pessoas na Islândia, apontou que imunidade das pessoas recuperadas da doença não desaparece rapidamente, podendo levar 4 meses, diferentemente do divulgado por estudos anteriores.

O estudo foi realizado pela biofarmacêutica islandesa deCODE genetics, e publicação da pesquisa saiu no prestigiado jornal científico The New England Journal of Medicine.

A novidade vem para servir de alento até que saia uma vacina, ou tratamento definitivo para a doença.

“Se uma vacina conseguir induzir a produção de anticorpos duradouros como a infecção natural faz, isso dá esperança de que a imunidade para esse vírus imprevisível e altamente contagioso pode não ser passageira”, falaram os pesquisadores da Universidade de Harvard e do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos ao comentar o estudo dos islandeses.

A Islândia atualmente conta uma população de 364.134 habitantes, sendo que 2.116 pessoas foram diagnosticadas com o covid e 10 mortes, isso segundo os dados universidade americana Johns Hopkins, que faz a monitoração dos casos no mundo em tempo real.

Mesmo com o avanço das pesquisas, o real tempo de duração da imunidade contra o novo coronavírus ainda é um mistério e somente mais estudos futuros poderão revelar de verdade o quanto ficaremos imunizados para quem já foi infectado.

Com informações da Exame
Kateryna Kon Science Photo Library Getty Images

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Uma epidemia com muito mais perguntas do que respostas. Cientistas e médicos ainda contraditórios e reticentes, não dá para aceitar tudo o que eles dizem, mesmo porque não sabem, apenas observam os quadros já instalados a fim de concluir isso ou aquilo. Salve-se quem puder, munido dos recursos que sabe e tem, até ver como é que fica ou não, mas com Deus, sempre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here