Carregando passageiros entre Sydney, Melbourne e Honolulu, um barco a vapor que foi inaugurado em 1863 e inundou, acabou se transformando numa ilha magnífica e inesperada. Conhecido como SS Adelaide, o navio está localizado em Cockle Bay – Austrália, e tudo começou quando a embarcação naufragou.

Surpreendentemente, ele pegou fogo no mesmo ano em que o famoso Titanic afundou, 1912. Contudo, mais de 100 anos se passaram e o navio foi confiscado pela natureza para mostrar a todos como ela é capaz de transformar destroços em belas paisagens.

Quando o incêndio foi finalmente extinto, três anos depois, George Butler, que mora na Ilha Magnética, pensou em usá-lo como um quebra-mar em seu cais, no entanto, enquanto ainda estava sendo rebocado para o cais, o navio ficou encalhado na Baía Cockle, de onde não saiu mais.

Sobrevivendo à Segunda Guerra Mundial e a um ciclone, o casco de ferro do navio foi se degradando e deixando a natureza cuidar dele.

A nova casa do manguezal tem proteção especial, pois fica dentro de um parque marinho australiano. A pesca comercial não é permitida no local, o que dá mais tranquilidade aos manguezais e mostra toda a força da natureza e como ela pode transformar praticamente qualquer coisa.

Fantástico, certo?

Com informações Nation

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Se a gente esperasse um pouco mais, quando achasse que “tudo acabou”, o tempo nos poderia surpreender com imagens como essa, do nosso coração também, se a gente não desistisse da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here