Vocês se lembram de quando eram pequenos, aquelas crianças que faziam pirraça para ganharem o que queriam? E muitas das vezes, se não a maioria, a mãe prometia um tapa na bunda, um castigo, e raramente isso acontecia? Com o tempo vocês pensavam: “ah, vai acontecer nada não, ela sempre fala que vai me bater e nada”, e aí, a pirraça continuava e piorava.

Se você viveu isso, você vai entender muito bem do que quero tratar nesse texto, e se não viveu, preste bem atenção pra nunca fazer promessas e não cumpri-las.

Tenho muitas amigas que são detetives do FBI (não são, mas poderiam ser), elas passam o dia todo em rede social procurando quem o fulano começou seguir, as fotos que ele curtiu, e quando o fulano diz que vai sair com os amigos, elas arrumam um jeito de saber o lugar que ele tá, e de lá acham as fotos daquele dia, e inclusive conseguem achar fotos do dito cujo no dia que saiu. Eu particularmente não tenho energia pra fazer esse tipo de coisa, mas não julgo. O meu questionamento é: e se você descobrir uma traição, o que você vai fazer em relação a isso?

Você vai terminar ou só ameaçar?

Hoje eu não estou aqui para falar sobre o perdão (fica para um próximo texto), hoje estou aqui para falar das ameaças que você faz e não consegue sustentar: você virou uma palhaça, e daquelas bem engraçadas.

Quando você procura por uma mentira, você tem que estar determinada sobre o que fazer com ela: se vai dar um outro rumo para o relacionamento, se vai continuar com a pessoa ou se vai dar um “pé na bunda” de vez, mas, em hipótese nenhuma, diga coisas que você não vai sustentar.

Não adianta em nada você procurar por uma traição, descobrir, fazer um show de gritaria, estapear a pessoa, ameaçar tirar isso e aquilo dele, e passar alguns poucos dias depois, você voltar com a pessoa. Se você não sustenta o que diz, vai tomar no c**, digo, no nariz. E ele vai fazer novamente, e você, vai gritar de novo, e vira um ciclo que só vai se quebrar, quando você finalmente sustentar as palavras ditas por você.

E não digo isso só nesse caso não, eu falo isso pra tudo na vida. As palavras tem um peso enorme, tanto para o bem, quanto para o mal. Temos que ser honestos com o que dizemos, as pessoas e a vida nos cobram isso! Antes de fazer uma promessa, seja ela pequena ou grande, eu sempre me certifico de conseguir cumprir. A partir do momento que você vira piada na boca das pessoas, é muito difícil ganhar credibilidade novamente.

Credibilidade, é isso que precisamos ter.

Então, mulher, se você ainda não consegue tomar uma atitude diante do que você tanta procura, eu te aconselho a largar pra lá. Você precisa primeiro elevar sua autoestima, seu amor próprio. Colocar primeiro na sua cabeça e no seu coração, que você, independente de qualquer coisa, merece o melhor. Quando você tiver isso fixado na sua vida, aí sim você procura e faça algo que você consiga sustentar.

Sustente sempre o que diz, sempre.
Não importa as circunstâncias.
Esteja disposta a arriscar o que você tem, apenas pelo preço de ter sua paz. É isso que importa.

***
Photo by Zach Kadolph on Unsplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Déborah Izy
Taurina, cerveja, ler, escrever, barzinhos, cinema, séries, filmes, super heróis, e amante da vida, acredito fielmente no amor. Gerencio a página em meu nome no Facebook: Déborah Izy. Espero que gostem e se identifiquem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here