A nossa querida atriz Cláudia Rodrigues pode ser uma das beneficiadas com a recente descoberta de cientistas da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, que descobriram um remédio usado contra o câncer capaz de dar resultados também contra a esclerose múltipla.

A humorista foi diagnosticada com esclerose múltipla já fazem 20 anos, mas só afastou da tv em 2013. Desde então Cláudia Rodrigues teve redução de 30% da massa encefálica em decorrência da progressão do problema de saúde e vem fazendo tratamentos alternativos para conter o avanço e as sequelas desta terrível doença.

Mais uma luz no fim do túnel chega quando cientistas europeus descobriram que a droga bexaroteno regenera a bainha de mielina – o alvo do distúrbio autoimune da esclerose múltipla – ou seja, ela consegue reparar danos nos nervos e isso dá esperança para um futuro tratamento completo contra a doença.

A descoberta foi feita num recente ensaio clínico de fase 2, pesquisa financiada por uma bolsa de £250.000 euros para a MS Society UK.

O professor Alasdair Coles, da Universidade de Cambridge, afirmou que “As lições que aprendemos são incrivelmente emocionantes, pois agora temos mais evidências concretas de que a remielinização – regeneração – em humanos é possível.”

“Esta descoberta nos dá a confiança de que vamos frear a esclereose múltipla e rapidamente seremos levados adiante em estudos adicionais para testar outros novos tratamentos potenciais de reparo da mielina”, acrescentou.

Motivo real de esperança! Estamos na torcida!

Com informações GNN
Foto: reprodução / Instagram

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here