No Distrito Federal, uma grávida foi internada com o novo coronavírus e chegou a fica intubada, mas felizmente ela se curou e viu o nascimento da sua filha saudável.

Daniela Batista estava internada desde o dia 28 de julho no Hospital Regional de Sobradinho, alguns quilômetros próximos do Congresso, em Brasília.

No dia seguinte em que deu entrada no hospital, ela foi transferida para o Hran, na Asa Norte, onde foi internada na UTI e precisou ser intubada imediatamente já que o seu quadro clínico era bastante grave. Havia inclusive o risco da necessidade de um parto precoce.

Mas graças a Deus deu tudo certo e na última quinta, 24, a pequena Manoela nasceu saudável e linda.

Manoela também ganhou o segundo nome de Vitória porque é símbolo de uma grande conquista pra essa família que lutou e venceu a Covid-19.

“O que nós passamos foi uma coisa complicada, delicada. A minha esposa teve Covid, grávida, problemas acumulando. Correu o risco de retirar antes”, lembrou o pai de Manoela Vitória, Francisco das Chagas Araújo Paz.

O marido ficou ao lado de Daniela em todos os momentos, não importando os dias e dias na enfermaria e no centro obstétrico.

Francisco fez questão de demonstrar sua gratidão aos profissionais de saúde: “ótimo, excelente, são muito atenciosos com a gente, carinhosos, é indescritível”, disse.

Agora, Francisco apenas aguarda a alta da esposa e da pequena Manoela Vitória para voltarem juntos pra casa, reencontrando os familiares e celebrando a vida.

Com informações SecretariadeSaúdedoDF
Foto: Divulgação/SES-DF

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui