Eles se casaram sem a autorização ou benção dos pais. O casamento que foi “escondido” já dura há 80 anos. Com 79 de casados juntos oficialmente, o Guinness, o livro dos recordes, os elegeu com o casal mais velho do mundo.

Julio Cesar Mora Tapia, atualmente tem 110 anos, e Waldramina Maclovia Quinteros, 104 aninhos. Mesmo após tantas décadas, o amor deles permanece inabalável.

Ambos nasceram no Equador, bem antes da invenção da televisão. Julio e Waldramina quando ela foi fazer uma visita para a irmão, durante o período de férias escolares. E o destino? Julio morava no mesmo prédio da irmã dela.

Eles se conheceram, ficaram amigos quase que imediatamente e se apaixonaram.

Julio ficou encantado não pela beleza de Waldramina, mas também por sua conversa e gentileza.

Waldramina descobriu que Julio era um romântico poeta.

Sete anos depois de se apaixonarem, o casal disse ‘sim’, em 7 de fevereiro de 1941, na igreja mais antiga da capital do país, Quito: La Iglesia de El Belén.

A festa é claro precisou ser pequena e íntima, já que quase todos os parentes deles eram contra o casamento.

Julio e Waldramina tiveram cinco filhos, 11 netos, 21 bisnetos e 9 tataranetos ao longo dessa incrível jornada de amor.

Aura Cecilia, uma das filhas do casal, disse que eles gostam da companhia da família, além de frequentarem sempreq que podem o cinema e o teatro. Ainda segundo a filha, eles também adoram plantar e colher plantas e compartilhar os frutos com a família e amigos, dando grandes jantares.

O casal acredita que o melhor legado deixam para a família que construíram é a educação, que pra eles, é a base de uma sociedade verdadeiramene desenvolvida.

Sobre o segredo do casamento mais duradouro do mundo, Julio e Waldamira responderam em completa sintonia:

“A fórmula secreta é amor + maturidade + respeito mútuo”, disse o casal. Lindos!

“O amor e a maturidade que tivemos como casal desde o início do casamento nos permitiram nos conhecer e crescer emocionalmente para definir nosso futuro.”, acrescentaram.

“Para nós, Julio Cesar e Waldramina, é uma grande honra e orgulho ter um título do Guinness World Records porque é o maior prêmio que o mundo reconhece.”, descreveu o Guinness sobre a escolha do casal para o livro os recordes.

No momento, o casal torce para essa fase de pandemia passar para que possam estar todos juntos novamente:

“É verdade que neste momento está difícil porque estamos oprimidos pela pandemia que atinge o mundo e ainda não temos uma solução. Porém, o primeiro passo é seguirmos as regras com respeito e amor à vida”, encerram o casal.

Com informações Guinness e GNN
Foto: reprodução / Guinness

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here