Pesquisadores da Universidade de Oxford fizeram uma descoberta que até a nossa avó já sabia: o mel é sim uma alternativa melhor para tratar tosses e resfriados do que qualquer antibiótico vendido nas farmácias.

A revelação foi feita por pesquisadores do curso de Medicina de Oxford em conjunto com o Departamento de Ciências da Saúde de Atenção Primária de Nuffield.

“O mel foi superior ao tratamento usual para a melhora dos sintomas de infecções do trato respiratório superior… Ele fornece uma alternativa amplamente disponível e barata aos antibióticos. O mel pode ajudar nos esforços para retardar a propagação da resistência antimicrobiana, mas são necessários mais ensaios clínicos controlados, de alta qualidade”, escreveram na conceituada revista internacional BMJ Evidence-Based Medicine.

A pesquisa informa que os médicos devem ser encorajados a considerar o uso de mel para os seus pacientes, em vez de prescrever antibióticos logo de cara, que podem causar efeitos colaterais e à longo prazo, causar até resistência por excesso de uso do nosso organismo.

Inclusive, os órgãos de saúde pública do Reino Unido já alertaram por diversas vezes sobre os perigos que podem ser causados pelo uso excessivo de antibióticos.

Em 2018, as autoridades britânicas afirmaram que milhões de procedimentos cirúrgicos podem vir a se tornarem fatais devido ao uso sem controle de antibióticos e que eles deveriam ser menos preescritos.

“Como a maioria das URTIs é viral, a prescrição de antibióticos é ineficaz e inadequada”, escreveram os autores do estudo.

“No entanto, a falta de alternativas eficazes, bem como o desejo de preservar a relação médico-paciente, contribuem para a prescrição de antibióticos.” co?mpletaram.

O que você acha?

Com informações CNN
Foto: Reprodução/CNN

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here