Mais uma vacina Covid-19, da empresa de biotecnologia Novavax, dos EUA, mostrou uma resposta imune promissora e sem taxa alta de efeitos colaterais.

Os resultados foram publicados na última terça, 4, e são encorajadores devido ao grande esforço global para desenvolver uma vacina para o novo coronavírus, que já passou da casa de 700 mil óbitos no mundo.

Para os testes, a Novavax recrutou cerca de 130 voluntários saudáveis ​​para o estudo e deu a eles um placebo, ou uma das quatro doses crescentes da vacina – o placebo é normal e bastante utilizado em testes do tipo.

Todos que receberam a vacina desenvolveram da empresa tiveram anticorpos neutralizantes contra o SARS-CoV-2, que podendo assim ajudar a prevenir a infecção.

As melhores respostas vieram dos voluntários que tomaram duas injeções da vacina, no espaço de três semanas de intervalo, além também de um adjuvante destinado a potencializar seus efeitos.

Após 35 dias, os voluntários vacinados tinham níveis de anticorpos neutralizantes que eram, em média, quatro vezes mais altos do que o observado no grupo de 32 pacientes que havia se recuperado da doença sem qualquer vacina.

80% desses voluntários tiveram efeitos colaterais apenas no local da injeção, incluindo dor e sensibilidade na pele. Enquanto isso, mais de 60% tiveram outros efeitos colaterais, tais como dores de cabeça, dores musculares e um pouco de fadiga.

A maioria das reações foi considerada leve ou moderada pelos pesquisadores. Todavia, oito dos pacientes tiveram efeitos colaterais que foram classificados como graves. Porém, a Novavax disse que nenhum deles precisou de hospitalização ou especificou quais foram esses efeitos.

A empresa apenas informou que todas as reações foram resolvidas dentro de alguns dias, e nenhum voluntário chegou a sofrer risco de vida.

O estudo, conduzido na Austrália, tinha recrutado homens e mulheres entre 18 e 59 anos.

Os voluntários eram 79% brancos, 15% hispânicos, 13% asiáticos, 6% indígenas e 2% negros e a idade média deles foi de 31 anos.

Ainda não está claro se o efeito demonstrado da vacina nos anticorpos neutralizantes protegerá as pessoas do novo coronavírus. Os cientistas ainda estão mapeando e estudando os mecanismos subjacentes que impulsionam a imunidade ao SARS-CoV-2.

No geral, o estudo Novavax é uma boa notícia de mais um “outro estudo encorajador…, mas os estudos de eficácia e segurança precisam continuar”, disse Edwards Belongia, pidemiologista e pesquisador de vacinas do Marshfield Clinic Research Institute em Wisconsin.

Apesar de promissores, os dados da Novavax – assim como os resultados recentemente publicados pela Moderna e AstraZeneca, devem ser considerados preliminares para tirar conclusões sobre como a vacina pode proteger contra o Covid-19, garantiram especialistas.

“É um número pequeno de pessoas e o estudo não foi projetado para demonstrar eficácia, que são as advertências padrão para um estudo de Fase 1”, acrescentou Belongia.

“Mesmo assim, parece muito mais promissor do que as outras vacinas que examinamos”, finalizou.

Com informações StatNews
Foto: USA Today

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here