Conhecido como O Vale da Morte (Death Valley, em inglês), na Califórnia, fez jus ao seu nome no último domingo, quando registou a temporada mais alta já registrada na Terra: 54,4° C (130º Fahrenheit), segundo informou o Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos.

O número já está sendo considerado um recorde mundial, mesmo existindo registros de valores superiores em 1913 e 1931 – com a diferença que a verificação de dados para temperatura naquela época não tinha a mesma exatidão que os métodos utilizados hoje em dia.

A temperatura ainda será oficialmente confirmada, mas foi registada às 14h41 do último domingo, 16, em Furnace Creek.

A Organização Mundial de Meteorologia, agência especializada no assunto e que faz parte da ONU, sinalizou no Twitter que verificará a informação e que, se confirmada, “seria a temperatura mais elevada registada oficialmente no mundo desde 1931”.

Localizado no deserto de Mojave, o famoso Vale da Morte já ostentava o recorde de temperatura mais alta na Terra: 56,7°C, feita em julho de 1913.

O termómetro também no local também já atingiu 53,9 graus em julho de 2013. O Vale da Morte é considerado um dos locais mais quentes no planeta.

Randy Cerveny, especialista em temperaturas extremas e atualmente professor na Universidade do Arizona, afirmou ao The Washington Post que “tudo indica que é uma observação legítima”. Enquanto isso, o meteorologista Bob Henson acrescentou que “é bem possível que o pico registado em Death Valley tenha estabelecido um novo recorde de calor mundial. A natureza extrema do padrão climático circundante torna esta leitura plausível. O caso merece uma análise sólida”.

Com informações Diário de Notícias
Imagem de capa: REUTERS

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here