A morte precoce do Pantera Negra abalou o mundo, tanto fãs quanto amigos do ator que faleceu aos 43 anos, vítima de um câncer de cólon. No entanto, Chadiwick deixou gravado um filme inédito a ser lançado pela Netflix: Ma Rainey’s Black Bottom, adaptação da peça do dramaturgo americano August Wilson, onde contracena com Viola Davis e que tem a produção de ninguém menos que Denzel Washington.

A peça na qual o filme foi adaptado foi apresentada pela primeira vez em 1982. A narrativa é ambientada na Chicago dos anos 1920, onde uma famosa cantora de Blues chamada Ma Rainey e os quatro membros da sua banda precisam se reencontrar para a gravação de um novo álbum. Porém, Ma Rainey demora bastante para chegar à cidade, atrasando todo o cronograma, o que deixou os produtores enfurecidos – ambos brancos. Além disso, começa a crescer uma rivalidade dentro do grupo e o surgimento de problemas técnicos atrapalham ainda mais o projeto. É quando a tensão do cenário fica insuportável e as consequências podem acabar sendo fatais.

August Wilson, é também autor da peça Fences, no qual ganhou uma adaptação cinematográfica protagonizada por Denzel Washington e Viola Davis com o título de Um Limite Entre Nós. O ponto em comum com o ainda inédito Ma Rainey’s Black Bottom, é que a história do novo filme também é questionar a experiência de homens e mulheres negros nos Estados Unidos do século XX. A peça discute principalmente o racismo e a grande pressão de produtores brancos contra os artistas negros na indústria fonográfica.

Viola Davis interpreta a famosa cantora Ma Rainey, enquanto Chadwick Boseman é Levee, jovem trompetista de pavil curto, que sonha em liderar a sua própria banda. Ele não se dá bem com alguns dos veteranos do grupo, e por vezes entra em colisão com eles. O elenco ainda também inclui Colman Domingo, Glynn Turman, Michael Potts, Taylour Paige e Dusan Brown. A direção ficou para George C. Wolfe.

Até então, a ideia original da Netflix era lançar Ma Rainey’s Black Bottom ainda em este, mas com a pandemia e a morte de Boseman, ainda não se sabe se a plataforma manterá o cronograma. Esperemos que sim. Seria uma boa forma de honrar o legado de Boseman e sua representatividade para o cinema e a sua influência para milhões de crianças negras de todo o mundo.

Foto de reprodução meramente ilustrativa: Marvel

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here