Uma homenagem essencial de reconhecimento em tempos tão difíceis. Essas mulheres não são famosas, não ostentam fortunas e não são conhecidas pelo mundo, mas elas salvam vidas todos os dias. A edição britânica da Revista Vougue sabe disso e decidiu colocá-las em sua capa. São heroínas da vida real.

“Não consigo pensar em um trio de mulheres mais adequado para representar as milhões de pessoas no Reino Unido que, no auge da pandemia, diante de perigos grandes e pequenos, vestem seus uniformes e roupas de trabalho e ajudam as pessoas”, declarou Edward Enninful, atual diretor da conceituada revista.

A edição de julho deste ano contará com Narguis Horsford, uma motorista de trem da London Overground, Rachel Millar, uma parteira da comunidade no Homerton Hospital, e Anisa Omar, uma funcionária de supermercado e estudante de uma escola de negócios.

Todas foram registradas pelas lentes do fotógrafo Jamie Hawkesworth e estarão em capas exclusivas da revista.

“Elas representam as milhões de pessoas no Reino Unido que, no pico da pandemia, vestiram os uniformes e foram ajudar”, explicou o porquê da edição, Edward Enninful.

“Este momento da história pedia algo mais especial, um momento de agradecimento a quem está na linha de frente”, completou.

O artigo na revista mostrará um olhar sobre o cotidiano dessas mulheres e de tudo que elas passam e enfrentam.

Todo mundo que está trabalhando pra manter as coisas funcionando fazem parte da linha de frente e, mesmo indiretamente, também salvam vidas. Lógico que sem os profissionais de saúde nada disso seria possível, mas isso não diminui a importância da pessoa que vai trabalhar, fornecer um serviço essencial que todos precisamos.

Com informações Inspire More

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here