Tenho ensaiado algumas vezes pra te dizer isto; Eu me mudei. Mudei de mim, mudei de ti, mudei de nós. Lembra do lago azul por trás das altas montanhas perto da antiga casa de madeira? Pois é, eu não. Eu me mudei, mudei de mim, mudei de ti, mudei de nós.

E você está aí, presa naquilo que já se foi, com a mesma e velha mania de esconder as tuas mentiras por trás dos sorrisos. Vivendo do passado, sem ninguém ao teu lado pra te dizer; – Vem cá passado e vira presente. Não, eu não posso ser mais essa pessoa de ontem, porque eu me mudei, mudei de mim, mudei de ti, mudei de nós.

Teu nome eu bem sei, “passado”. Cê tem aquele cheirinho antiquado de quem costuma se prender em momentos perfeitos, mas se recusa a fugir dele. Agora os teus olhos me encaram jogando um castanho de arrependimento sobre as minhas retinas esverdeadas. Me implorando;

VOLTA!!!.

Mas eu não volto. Eu me mudei, passado. E mesmo que a gente volte, a gente nunca volta a ser o que éramos. Pois eu me mudei, mudei de mim, mudei de ti, mudei de nós.

Passado, está por aí? Não chore, meu bem. Eu posso te ajudar. Eu já passei por isso, lembra? Todos já magoamos alguém e já fomos magoados. Vem cá e descansa umas dores em meu colo. Passado? Eu conheci alguém; O nome dele? Presente, e ele me mostrou a beleza do agora e tudo sobre viver a vida sobre o seus pequenos detalhes. Vivenciar os meros milagres que a vida te oferece. Vai, passado. Acorda logo e vive uma vida da qual vale a pena ser lembrada. Faz dessa noite, imortal.

Você,passado; eu, presente; e quem é futuro? A gente? Acho que não. Eu me mudei estes dias. Mudei de mim, mudei de ti, mudei de nós. Mas ainda recordo a casa de madeira perto do lago azul por trás da montanha. Mas passou, passado. Tudo passa, passado. E quer um conselho? O meu pai costumava me dizer antes de ele se juntar as estrelas; Filho, quando encontrar alguém que você ame loucamente, deixe o passado no passado.

Passado?

Passa…

Pa…

P..

Pr..

Pres…

Presen….

***
Photo by Daria Litvinova on Unsplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Arkab
Apaixonado pela poesia feminina. Acredito fielmente que o amor seja o infinito que resolveu morar no detalhe das palavras. Muito prazer, eu me chamo Arkab , e escrevo com o único intuito de pôr palavras onde a tua dor se faz insuportável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here