Uma boa notícia no combate à pandemia: pesquisadores da USP São Carlos desenvolveram um sistema capaz de desinfectar ambientes fechados e partículas suspensas no ar em locais onde onde circulam muitas pessoas.

O sistema desenvolvido pelos pesquisadores usa uma tecnologia chamada de UVC – método com base em luz ultravioleta para inativação rápida de microrganismos – e um gradiente de pressão que tem a função de eliminar as partículas patogênicas do ar em lugares que possuem grande circulação de pessoas. O sistema pode ser a solução para grandes centros comerciais, shoppings, escolas, universidades.

O sistema foi produzido por pesquisadores do Grupo de Óptica do Instituto de Física – IFSC. Lá algumas salas de aula já estão sendo equipadas com o sistema revolucionário para diminuir riscos de contaminação da pandemia em estudantes, funcionários e professores durante atividades didáticas necessárias e previstas no cronograma.

Ainda assim, a criação desse sistema não significa que máscaras e a higienização das superfícies possam deixar de serem feitas, como bem lembrou um o professor Vanderlei Bagnato, coordenador dos pesquisadores que desenvolveram esse sistema. Além disso, ele também alertou para continuarmos vigilantes quanto o ar que respiramos.

“Tosse, espirros e ou falas de indivíduos infectados em ambientes fechados são potenciais vias de contaminação de vírus e bactérias.” disse.

Com informações e foto Jornal da USP

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here