Nos últimos meses todos fomos surpreendidos quando um novo vírus adaptou-se ao organismo humano e iniciou uma saga de contaminações em escala mundial. Em pouco tempo casos focais transformaram-se em uma epidemia e, logo depois, em pandemia, quando o mundo inteiro apresentou casos.

A configuração econômica atual- com grande número de viagens internacionais- foi a responsável pela rápida proliferação da doença de forma intercontinental.

As pessoas, entretanto, não foram tão democráticas quando o vírus na compreensão de seus riscos, sintomas e formas de precaução. Isso aconteceu porque, por ser uma doença nova, faltavam informações seguras, mas também porque, para muitos, lidar com algo tão inesperado pode acionar mecanismos de defesa pessoais relacionados a minimização dos riscos e até mesmo a negação de uma realidade que pode parecer muito ameaçadora. É como se a pessoa, de uma forma bastante primitiva, entendesse que não pensar ou rejeitar uma teoria pudesse gerar uma espécie de “casulo de proteção” frente a seus riscos. Pessoas que migram por essas áreas do não reconhecimento da realidade são chamadas de negacionistas ou obscurantistas.

Há, entretanto, também um trabalho contínuo dos órgãos públicos, instituições científicas nacionais e internacionais e da mídia para que as informações necessárias abranjam as pessoas da melhor forma possível.

Uma forma bastante eficiente de levar a informação ao público de maneira clara, objetiva e não ameaçadora são os infográficos.

Assim, os profissionais responsáveis pela elaboração de conteúdo do site de cassino online Betway elaboraram um conteúdo que trata da nossa nova configuração da realidade, mas sem o peso da terminologia científica que pode gerar confusão, baixa compreensão e medo. (Os itens que são a base da negação da realidade, como falamos no parágrafo acima)

Outra característica positiva do infográfico, que você pode ver na íntegra se clicar no link Mas afinal, o que significa o “Novo Normal” ? é que, passados os meses iniciais da pandemia, hoje já podemos olhar para tudo o que está acontecendo com uma perspectiva mais global. Isso fez com que a equipe da Betway pudesse estabelecer uma correlação entre as adaptações, mudanças de hábitos e a Geração Z, que parece ter as características ideais para moldar-se as demandas desse nosso novo contexto, tais como uma maior preocupação com a pobreza mundial, proteção do meio ambiente, atenção aos direitos humanos, inclusão e igualdade. Ou seja, traços de personalidade e comportamento que os tornam mais humanos e menos consumistas.

Em publicação recente do nosso site, por exemplo, o escritor Isaias Costa trouxe um exemplo de raciocínio que vai ao encontro dos valores apresentados pelo Infográfico sobre o “Novo Normal” quando explorou a ideia de que, nas novas configurações a que estamos sendo inseridos, talvez a estruturação histórica de oito horas de trabalho por dia, que foi eficiente até então, caia em desuso.

Observando os dados do infográfico que se referem a como as pessoas estão se cuidando mais e consumindo menos, fica claro que houve uma sensibilização das pessoas com relação “ao que realmente importa”. Ou seja, parece que a ruptura da rotina em que se trabalhava loucamente e não se questionavam os valores vigentes permitiu que vissemos que vivermos bem e próximos de quem amamos eram duas escolhas vitais, mas que estavam sendo deixadas de lado.

A história nos mostrou que o homem pode ser bastante destrutivo e agora, com as ações de quarentena e todo processo de isolamento social, em pouquissimo tempo, a natureza já deu imensos sinais de recuperação. Isso não seria um sinal de mudança necessária?
Talvez, baseados nos dados do infográfico da Betway e de nossas próprias reflexões pessoais, possamos entender, apesar de um vírus como esse nunca ser uma coisa boa, que como seres em contante adaptação e reinvenção, talvez toda essa tragédia seja a nossa chance de mudar hábitos que antes nós nem admitiríamos que seríamos capazes de mudar.

Afinal, para algumas construções mal feitas não cabe reforma. Só a demolição é eficaz.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here