Edith Rojas é uma alma das mais nobres, porque ela não deixou de lados nesta pandemia os animais abandonados ou que vivem situação de rua. Mesmo antes da pandemia começar, Edith com um grupo de voluntários alimenta os cães de rua no distrito de Cerro Navia, no Chile.

Santiago do Chile atualmente vive uma quarentena total, o que significa que ninguém pode deixar suas casas a menos que tenha uma permissão especial, o que tornou o trabalho de Edith e seus colegas mais difícil, mas nem por isso ela desistiu.

Juntamente com outras seis pessoas, eles formaram o Cerro Navia Activa, um grupo que recicla recipientes de detergente, cortando-os e os colocando em diferentes partes da cidade, entupidas de ração. Agora o grupo possui mais de 30 pontos de alimentação e água pela cidade. De dois em dois dias, a equipe se organiza para encher os recipientes em todo o município. Em geral, eles levam cerca de duas horas para toda a jornada, disse Rojas ao site Upsocl.

Cerro Navia Activa

Toda vez que Edith vai substituir os recipientes que estão vazio, “significa que à noite os cães estavam se alimentando e para nós isso é um alívio para tudo”, disse ela.

Cerro Navia Activa

“Os animais não são os culpados pelo que está acontecendo e aqui estamos no inverno, ou seja, também faz frio. Também estamos procurando casas que nos são doadas e as deixamos em alguns pontos. Às vezes é insuficiente, mas tentamos fazer algo pelos animais que nos preocupam e nos fazem sentir pena”, diz Edith orgulhosa e consciente da importância da ação do grupo.

Que pessoas maravilhosas, não?

Com informações UPSOCL e Cerro Navia Activa/Imagens reprodução

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here