No seu perfil no Instagram, a atriz colocou uma foto dos dois juntos e escreveu um emocionante texto de agradecimento para celebrar os 10 anos do transplante. Drica Moraes fez esse lindo agradecimento público ontem, terça dia 23.

“Há exatos 10 anos este homem me salvou a vida. Em 23 de junho de 2010 eu estava na corda bamba e graças à sua doação de medula estou aqui hoje. Obrigada Adilson! @adilsonr123, te devo a minha vida”, escreveu a atriz no seu Instagram.

Na publicação, ela ainda revelou que só teve a oportunidade de conhecer o seu “salvador” apenas 5 anos após o transplante, mas que desde então se tornaram amigos e se falam constantemente.

“Nos conhecemos somente 5 anos após o procedimento. Não sabíamos quem éramos antes deste encontro. Hoje nos falamos quase que diariamente. Estou toda arrepiada”.

Graças à doação feita por Adilson, Drica Moraes, de 50 anos, está curada de uma leucemia.

Sobre a quarentena, Drica lembra que também precisou ficar vários dias em casa e tentou passar uma mensagem positiva de esperança para as pessoas nesta pandemia:

“Que bom que passou. Mas custou muito caro. Agora também vai passar. Paciência e fé. Existe um recurso e inteligência para além dessa meta do mal que insiste em destruir tudo de bom que existe em volta. Esses vírus e anomalias vão passar. E nós sempre estaremos na luta”, concluiu Drica na legenda da publicação.

View this post on Instagram

Há exatos 10 anos este homem me salvou a vida. Em 23 de junho de 2010 eu estava na corda bamba e graças à sua doação de medula estou aqui hoje. Obrigada Adilson! @adilsonr123, te devo minha vida, irmão. Pudemos nos conhecer somente 5 anos após o procedimento. Não sabíamos quem éramos antes deste encontro. Hoje nos falamos quase que diariamente. Estou toda arrepiada. Obrigada também à meus médicos @nelsonhamer e Wolmar Pulcceri, sem vocês… nada…Há 10 anos vivi durante um ano em isolamento total sem ver o dia, sem poder tocar nem ser tocada, de máscara, catéter, tudo o que nos afasta da vida, do toque , da troca com o outro. Dores, angústias e incertezas. Hoje vejo a humanidade num isolamento muito parecido. Coisa louca. Toda arrepiada. Que bom que passou. Mas custou muito caro. Agora também vai passar. Paciência e fé. Existe afeto e inteligência para além dessa gentalha do mal que insiste em destruir tudo de bom que há em volta. Esses vírus e anomalias irão passar. E nós sempre estaremos na luta.

A post shared by Drica Moraes (@oficialdricamoraes) on

Por A Soma de Todos os Afetos

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here