Uma senhora de 65 anos, que estava internada em estado grave com covid-19, conseguiu vencer o vírus graças a um protocolo experimental de plasma, no Centro Médico Nacional La Raza, na Cidade do México.

A Dona Hortensia fez o tratamento experimental com duas unidades de plasma por via intravenosa.

Cada unidade de plasma continha 200 mililitros e foi administrada a partir de dois doadores diferentes que já estavam recuperados do novo coronavírus.

As unidades de plasma foram fornecidas pelo Banco Central de Sangue, de acordo com a compatibilidade de doadores e receptores e é claro, com o seu consentimento prévio.

“Após a transfusão de plasma, Hortensia evoluiu satisfatoriamente, o respirador foi removido em 29 de abril e, quando conseguimos estabilizá-la, ela recebeu alta na tarde de 8 de maio”, disse a Dra. María Dolores Ochoa Vázquez, chefe do Serviço de Pneumologia para Adultos do hospital.

Segundo Dra. Ochoa, a recuperação de Hortensia é a soma do esforço de todos os profissionais de saúde do hospital, sejam eles em funções diretas ou indiretas:

“É uma grande satisfação que um paciente com critérios de gravidade e com um prognóstico tão alto para a mortalidade tenha se recuperado”, declarou.

Com informações do Nation

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here