Ingeborg Van der Duin é uma adorável professora em Haarlem (Holanda) que viu no tricô, uma forma de estar perto dos seus 23 alunos durante essa quarentena. Para ela, a gente precisa reparar no que realmente importa neste momento.

Ingeborg Van der Duin

Ingeborg vive para os seus alunos, para a sua profissão, e estar de quarentena tem sido particularmente duro pra ela, pois pra quem tinha companhia na sala de aula, tinha sorrisos iluminando o seu dia, não poder ter mais essa rotina diária pode ser assustador. Então, para driblar a quarentena e a saudade, ela tricotou todos os seus alunos no formato de pequenas bonecas personalizadas. Foi a forma que encontrou de ter companhia e esperança no isolamento.

O nível de detalhe de cada uma das bonecas é impressiona: Ingeborg retratou as roupas de cada um dos seus alunos e desenhou-as com suas respectivas características como: colocar óculos ou sardas em quem as usava. Ela levou cerca de 4 horas para fazer cada boneca.

Concluído o trabalho, ela mostrou os resultados para seus alunos e pais. Todos adoraram a homenagem obviamente.

Ingeborg Van der Duin

Mas faltava algo: uma boneca da própria professora. Então ela fez uma de si mesma e colocou todas em um mural da sua casa para relembrar os bons tempos de sala de aula e esperar que elas voltem logo após esse turbilhão passar.

Com informações UPSOCL

COMPARTILHAR

LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here