Pesquisadores da UFPB desenvolveram um capacete que funciona como respirador bastante parecido com o utilizado atualmente na Europa para combater a demanda de respiradores tradicionais. E segundo o governo de São Paulo, o Hospital das Clínicas da capital vai receber, ainda nesta semana, os primeiros protótipos criados pela universidade paraibana.

O melhor é que eles são meno invasivos, trazendo mais conforto para os pacientes que estão em estado grave com Covid-19.

Os aparelhos foram confeccionados no Laboratório de Fabricação Digital (FabLab) da Universidade Federal da Paraíba, no Centro de Energias Alternativas e Renováveis (Cear), no campus I, em João Pessoa – e terão a ajuda de empresas nacionais para a sua produção em maior escala.

O grande benefício do capacete é que ele não precisa ser usado em leitos de UTI, que estão escassos no país na atuação situação.

Com o capacete, os pesquisadores esperam estar disponibilizando uma alternativa de ventilação não invasiva, com geração mínima de aerossóis, oferecendo assim oxigênio e pressão positiva sem a necessidade de realizar a intubação orotraqueal.

Além de reduzir as possíveis complicações geradas pela ventilação mecânica, os pesquisadores também esperam que as infecções hospitalares diminuam, principalmente a pneumonia, bastante associada à ventilação mecânica.

Carlos Carvalho, pneumologista responsável pela UTI do HC, disse na última terça-feira (5) que, antes de os capacetes serem liberados para toda a rede de saúde, eles passarão por um teste no hospital.

Obviamente, tudo ainda depende da aprovação da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

“O mais difícil hoje para abrir um leito no estado é conseguir um respirador”, disse o secretário estadual de Saúde de São Pauo, José Henrique Germann.

Com informações do R7 e UFPB
Foto: Divulgação/UFPB

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here