Uma enfermeira dedicada teve uma excelente ideia em lar de idosos na França para impedir que seus residentes se tornassem apenas uma mera estatística da pandemia de Covid-19 no país.

Valerie Martin, responsável pela casa de repouso em Corbas, na região metropolitana de Lyon, usou da criatividade e imaginação para transformar mais de 40 noites de isolamento social em uma grande festa do pijama para 106 iodos que vivem por lá. Resultado: ninguém contraiu o novo coronavírus.

“Eu disse ‘não’. Não vai acontecer aqui. Meus moradores ainda têm muito pelo que viver‘”, disse Valerie ao portal AP.

Foto: Arquivo pessoal / Valerie Martin

Valerie decidiu fechar a casa de repouso completamente e pediu aos seus funcionários que embarcassem nesse projeto de confinamento, que deveria durar 3 semanas.

Incrivelmente e sem esperar, 29 de seus funcionários se ofereceram pra ficar no lar de idosos ajudando, e ainda trouxeram consigo consigo travesseiros e sacos de dormir.

O confinamento, como mencionado no título, acabou durando bem mais. Foram 47 dias isolados.

Para distrair a todos, Valerie e o seu time de heróis entretinham os iodos com casamentos de mentirinha, jogos e muitas outras tarefas. Tudo para manter os seus velhinhos distraídos e com bom humor durante o isolamento.

Foto: Arquivo pessoal / Valerie Martin

No dia 4 de maio, ao término desse super confinamento, ele realizaram testes de coronavírus e todos, simplesmente todos os 106 idosos testaram negativo para o vírus.

“Conseguimos”, disse Vanessa. “[…] Foi uma grande vitória.”

“Foi um pouco como entrar em um acampamento de férias”, disse. “Viver em um bloqueio com 130 pessoas é extremamente gratificante”, garantiu ela, muito feliz e orgulhosa do feito.

Com informações GNN

COMPARTILHAR

LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here