Enquanto os olhos do mundo estão, e com razão, em tudo que está acontecendo por conta da pandemia, existem outras crises em plena ascensão. Um deles, já conhecido por quase todo mundo: a desmatamento e a exploração de recursos na Amazônia.

Segundo reportagem da BBC, enquanto a crise na saúde tomava conta do mundo, o desmatamento na Amazônia cresceu absurdos 64%. Tudo em abril passado.

Um aumento considerável se comparado com o mesmo mês de 2019. Além disso, se contarmos os quatro primeiros meses de 2020, a destruição na Floresta Amazônica e a sua exploração teve 55% de crescimento comparando com 2019.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do país, esses números representam aproximadamente 405 quilômetros quadrados da Amazônia. É muita coisa. É muito preocupante.

Desde o início da pandemia no Brasil, ativistas ambientais afirmaram que o atual governo simplesmente virou as costas para a situação na Amazônia e, independente de cunho político, essa é a realidade mostrada em números oficiais divulgados pelas entidades responsáveis. Apesar do governo negar que tenha tido essa atitude, os números estão aí.

Com informações UPSOCL e BBC
Imagem de capa: Reuters-reprodução

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here