Todo mundo tem algum ponto de instabilidade, mais conhecido como “ponto fraco”. Tememos entrar nele porque sabemos o quão difícil é resistir e sair de situações que nos fazem mal.

Para alguns é o medo da solidão, para outros o medo da rejeição, da traição, da falta de dinheiro… não importa. Todos nós temos nossos medos e a verdade é que para não entrarmos na zona da fragilidade precisamos parar, respirar e analisar as situações friamente para que possamos encontrar a solução que tanto desejamos.

Para cada situação existe um processo (e um tempo) de cura. Mesmo que você não acredite e que esteja no auge da sua dor existe um tempo para cada coisa e a cura está inserida nessa afirmação.

Vamos admitir isso logo de cara: não existe cura sem dor. Você não irá aprender sobre fidelidade se nunca foi traído. Não irá aprender sobre coragem se nunca enfrentou seus medos. Não irá aprender sobre economia se nunca precisou economizar. Portanto, antes de querer a cura para seu ponto fraco, você precisa saber bem qual ele é.

Enfrente seu medo de frente: o que te faz ter medo da rejeição? Por que você associa o término de um relacionamento à solidão eterna? Por que quando a saudade te atropela, você se desespera e liga para o outro para tentar reatar o relacionamento (mesmo sabendo que vivia em uma história abusiva)?

Já parou para pensar o que te leva a ter essas atitudes? Entenda: para que haja cura, antes, precisa haver autoconhecimento.

Autoconhecimento deveria ser o maior objetivo da sua vida. Simplesmente porque ele envolve amor próprio, inteligência emocional e respeito aos princípios e ideologias que você acredita. Por isso, é tão importante confiar no processo de cura.

Deixemos claro aqui que não estou falando aqui para você cruzar os braços e esperar a vida acontecer. Até porque o ser humano não nasceu para a calmaria. Nasceu para lutar por seus objetivos, para se reinventar a cada dor e para se levantar a cada queda. Estou apenas falando para você respirar e entender o processo que te leva à cura.

Confie no processo que te faz amadurecer, que faz você honrar seus princípios e que te faz entender as características que te levam a determinados comportamentos. Quando você for capaz disso, acredite, será verdadeiramente livre.

***

Imagem de capa meramente ilustrativa: cena do filme “Milagre da Cela 7”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Pamela Camocardi
A literatura vista por vários ângulos e apresentada de forma bem diferente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here