A Terra já demonstrou diversas vezes a sua capacidade de atravessar grandes problemas, mesmo sem a ajuda de nós seres humanos. Ela curou sua atmosfera no passado, reintegrou a sua natureza, a sua fauna e flora e muito mais coisas sem a nossa intervenção. A natureza é tão poderosa que, até mesmo os erros que cometemos, eventualmente ela se prova capaz de se recuperar.

Segundo cientistas do Copernicus ECMWF, eles localizaram um buraco enorme na camada de ozônio, que se estendia por mais de 1 milhão de quilômetros quadrados, provavelmente devido à baixas temperaturas. Acontece que tempos depois, eles descobriram que esse buraco se fechou sozinho.

Pixabay

De fato, esse buraco de tamanho recorde era tão grande e perigoso que, se tivesse avançado mais para sul, graças às correntes de ar, seria uma ameaça gravíssima para a sociedade. Tudo por conta dos raios UV que seriam cada vez mais constantes e fortes.

Pixabay

No entanto, o Serviço de Monitoramento de Atmosfera Copernicus (CAMS) e o Serviço de Mudança Climática de Copernicus (C3S), que representam toda a Europa, confirmaram dias atrás que esse gigantesco buraco localizado no Ártico simplesmente se curou. E não teve nada a ver com o fato de estarmos em quarentena e com isso estarmos poluindo menos. Não, foi a Terra que curou sozinha.

Incrível, né?

Com informações Copernicus

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Vocês não sabem da relação CFC X Ozônio? Após a proibição do uso de CFC é que a camada começou a se regenerar. Essa conversa de que ‘se regenera sozinha’ só estimula a irresponsabilidade humana no trato com o planeta! Afinal, ‘a Terra se cura sozinha’! E que ótimo que vocês estão só preocupados com o hemisfério norte! Porque o buraco na camada de ozônio sobre o polo sul ainda existe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here