Viver nem sempre é uma coisa fácil. Diariamente passamos por momentos de estresse, cansaço e até desesperança. Entretanto, sabemos que pessoas felizes vivem muito melhor. Para falar em qualidade de vida, o prazer é um tema que, com certeza, deve ser entendido com muito interesse em todos os setores da sociedade. Precisamos desmistificar a ideia de que sentir prazer é algo ruim ou sujo, pois esse conceito é ultrapassado. Na verdade, o prazer é apenas o topo do iceberg quando nos referimos a vida íntima. Esse momento de êxtase é, entre outras coisas, uma das formas mais saudáveis de reduzir o estresse e relaxar, seja de forma isolada ou com uma boa companhia. Sentir prazer também nos traz benefícios para o corpo e é por isso que vamos falar desse tema, que, em muitas circunstâncias, ainda é considerado como tabu.

Em muitos sentidos sentir prazer continua sendo um tema de debate devido a pouca informação verídica que historicamente nos foi disponibilizada ora por questões sociais ora por questões religiosas. No entanto, o prazer pode ser explorado com benefícios a curto, médio e longo prazo. Esses benefícios incluem: melhora o estado de ânimo, exercícios físicos saudáveis, sentimento de conexão com o outro, fortalecimento do sistema imunológico, melhora da qualidade do sono, entre muitos outros aspectos positivos!

Também precisamos nos lembrar que as pessoas podem se relacionar e dar e receber prazer mesmo que não estejam em um relacionamento emocional estável e formal. Elas não precisam e nem devem permanecer limitadas ou satisfazerem-se, se não for o seu desejo e opção, apenas com seus maridos, mulheres, namorados, amigas ou amigos.
Se você está, por exemplo, em viagem em algum pais do sul da Europa como Itália, Espanha, Grécia ou Portugal, seja por negócios ou por lazer, existe a possibilidade de manter encontros singulares com acompanhantes mais discretas de Lisboa, Madrid, Atenas ou Milão, já que essas cidades são reconhecidas por serem alguns dos lugares de maior quantidade de atividades de lazer e entretenimento do mundo. São lugares onde curtir a vida de forma plena é quase uma obrigação. E, como já dissemos, não existe melhor relaxante natural que sentir o prazer que pode acontecer de tantas formas que vão além do gastar e comer bem. Você pode estar seguro que existe uma infinidade de sensações por descobrir no teu corpo e no corpo das pessoas que se relacionam com você. E, lembre-se, os benefícios para a saúde não são os únicos motivos para desfrutar e se permitir esses momentos, uma vez que todo processo de intimidade são necessidades fisiológica naturais e instintivas. O contato físico representa uma maneira de prazer e passatempo ao alcance de todos.

Muitos homens e mulheres a nível mundial permaneceram na idade de pedra e se esqueceram de todo o que se pode fazer para melhorar o seu humor, seus relacionamentos ou, inclusive, reforçar laços de amizade. Hoje em dia, a sociedade tem uma mentalidade muito mais ampla e moderna. Assim, procurar maneiras de que as pessoas possam se sentir bem na intimidade deixa de ser algo ruim ou vergonhoso. As lojas especializadas em produtos da área são uma prova disso, uma vez que vendem cada vez mais, assim como atingem todos os tipos de públicos.

Tudo consiste em estabelecer como base a informação adequada, a comunicação ideal e claro, as medidas necessárias para desfrutar de uma intimidade segura, legal, e que aconteça com consentimento das partes envolvidas. Portanto chegou o momento de compreender o prazer como um complemento perfeito para todas as suas outras atividades diárias. Permita-se proporcionar a si mesmo e as outras pessoas que convivem com você a oportunidade de uma vida mais completa. Atenda às suas necessidades e desfrute da possibilidade que a vida lhe oferece. Afinal, pessoas felizes são melhores funcionários, amigos e parceiros para qualquer situação.

***
Photo by Tim Stief on Unsplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here