Casal dono da empresa reconhece que o tempo de quem está desempregado também é precioso – porque às vezes a pessoa deixa de ir em uma entrevista para ir em outra que ela possa achar melhor. Como forma de empatia e agradecimento pelo interesse na vaga, eles resolveram oferecer empatia e uma ajudinha para quem comparece nas suas entrevistas de emprego.

A empresa CatMyPet, que trabalha com artigos voltados para gatos foi fundada em 2015 por Agnes Cristina e Diogo Petri. Em 2020, já prevendo um crescimento e uma possível expansão dos negócios, e com isso o aumento de funcionários e colabores, decidiu abriu vagas de emprego. Só que eles não fizeram em nada como outras empresas espalhadas pelo país.

Sabendo da situação difícil que muita gente passa atrás de emprego, o casal percebeu entretanto, que às vezes muitos candidatos deixavam de ir nas entrevistas marcadas. Ao procurarem saber o porquê, eles descobriram que muitas vezes os desempregados precisam escolher em qual entrevista ir, justamente pela falta de dinheiro e total – falta de empatia de algumas empresas quanto as candidaturas e repostas sobre a vaga.

Mas o principal fator sem dúvida era ter o dinheiro para condução.

Pensando numa solução, a dupla encontrou uma forma simples e empática de ajudar: desde outubro do ano passo, eles pagam pelo transporte dos interessados que foram selecionados, oferecendo uma quantia de R$20 reais mais um bilhete super fofo de agradecimento.

“Um dos candidatos chegou a chorar”, conta Diogo Petri.

Atitudes que gostaríamos de ver em mais empresas, certo?

Fonte indicada: Veja SP/Fotos: Divulgação/Mônica Mesquita

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here