Uma mistura de sorte, fenômeno e também talento. Filme que fecha a trilogia iniciada pelo humorista Paulo Gustavo, “Minha Mãe É Uma Peça 3” superou o recorde de maior arrecadação da história do cinema nacional, tornando-se assim o mais assistido de todos os tempos no país.

Pra começar, o longa novamente estrelado por Paulo Gustavo, desbancou as continuações hollywoodianas como Star Wars: A Ascensão Skywalker e Frozen 2 nas bilheterias nacionais.

Com os R$ 13,7 milhões registrados no último final de semana, a comédia de Susana Garcia bateu a marca histórica de R$ 137,9 milhões, segundo o site Omelete.

Assim, o file superou o longa Nada a Perder, primeira parte da controversa cinebiografia do bispo Edir Macedo que tinha arrecado até então R$ 120 milhões durante seu período em cartaz.

Na trama do desfecho da trilogia, Dona Hermínia (Paulo Gustavo) tem de lidar com o crescimento da família, após sua filha Marcelia (Mariana Xavier) aparecer grávida.

Susana Garcia dirigiu o terceiro capítulo da trilogia. Ela já havia trabalhado com Paulo Gustavo no recente e também sucesso Minha Vida Em Marte (2018).

O primeiro filme de Minha Mãe é uma Peça, lançado em 2013, se tornou o mais assistido no país daquele ano, com mais de 4,6 milhões de espectadores.

O segundo filme estreou em 2016 e também bateu recorde e se tornou o quarto filme mais assistido da história do país.

Sorte, fenômeno, talento e tudo mais!

Assista ao trailer:

Com informações do Omelete

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here