A jovem estudante de escola pública Stela Terra Lopes, de 18 anos, foi uma das apenas 53 pessoas que conseguiram tirar a nota máxima na redação do Enem 2019. Voa, Stela!

Stela, que é moradora de Belo Horizonte, comemorou bastante o feito:

“Não estou aguentando de tanta felicidade. A primeira nota que olhei foi a da redação. Assim que eu vi, já comecei a gritar e pular. Corri para abraçar minha mãe e ela chorou muito”.

A jovem lembra que foram meses e meses se dedicando para o exame. Ela concluiu o ensino médio na Escola Estadual Sagrada Família 2, no bairro que leva o mesmo nome e que na região leste da capital mineira.

Além de cumprir com o seu horário de aulas no turno da manhã, Stela ainda estudava entre seis a oito horas no restante do dia e tudo isso sozinha. Para estudar, ela usava de vídeos achados na internet e das suas próprias apostilas.

“Eu chegava da escola e tirava a tarde para estudar conteúdos diversos e deixava a noite para fazer os deveres da escola”.

Humilde, a jovem recorda que nem sempre foi boa em escrever e que, por causa disso, também fez aulas extras de redação.

“Eu tinha algumas aulas de redação na escola, mas eram juntas com as de português. Então fiz isto para aprofundar nesta disciplina”.

O Estado de Minas Gerais foi o Estado que teve o melhor desempenho em notas máxima na redação do ENEM. Dos 53, 12 foram só de Minas.

Por outro lado, segundo o Governo Federal, mais de 100 candidatos zeraram a redação.

O tema da redação do ENEM foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil” e causou muitas discussões na internet quando divulgado.

Stela disse que não fazia ideia de que o tema poderia ser ligado ao cinema, embora já tivesse se preparado para algum assunto ligado à cultura ou ao lazer de uma forma geral. Uma das obras citadas por ela no texto foi o livro “O Cidadão de Papel”, de Gilberto Dimenstein.

A estudante ainda deu algumas dicas para quem tentar a prova agora em 2020

“Minha dica é treinar vários temas, para não ficar tentando adivinhar o que vai cair. É saber um pouquinho de tudo e ter conhecimento geral.”

A jovem agora aguarda a abertura do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) para concorrer à sonhada vaga no curso de direito da UFMG, a Universidade Federal de Minas Gerais. Estamos torcendo, Stela. Voa!

Com informações do R7

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here