Aos 97 anos, ela desfrutou do momento em que recebeu o diploma com mais emoção e alegria do que muitos jovens. Uma lição de vida, com toda a certeza.

Margaret Thome Bekema, 97 anos, nunca se formou no Grand Rapids Catholic Central High em 1936 como deveria. Em vez disso, em 1932, ela acabou sendo forçada a deixar a escola para cuidar de seus irmãos e de sua mãe que estava doente com câncer. Infelizmente, esse tipo de história era completamente comum no mundo, seja no Brasil ou em outros países. No entanto, graças a um parente distante, Bekema recebeu recentemente um diploma honorário, 79 anos depois de se formar.

“Agradeço do fundo do meu coração”, disse Bekema a Mlive. “Eu tive que sair da escola para cuidar da família. Foi difícil, você não tem ideia do quão difícil isso foi. Eu adorava o ensino médio e tinha muitos amigos.” O diretor, Greg Deja, acrescentou: “Sua vida tem sido de sacrifício e serviço. Tem sido muito encorajador e inspirador para a nossa comunidade, porque suas decisões representam todos os valores fundamentais que ensinamos aos nossos alunos.”

Caíram várias lágrimas aqui.

Com informações Nation

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui