A Fundação Bill e Melinda Gates está em busca de jovens que tenho talentos e habilidades que não são formados apenas com diplomas de graduação, mestrado e doutorado. Eles querem dar oportunidade de trabalho para quem realmente tem interesse e vocação em determinadas áreas.

Muitas vezes ouvimos dizer que, para ter sucesso na vida profissional, é obrigatório um diploma universitário, mas nada disso em inteiramente verdade. Ainda mais em 2020.

Através de sua fundação, Bill e Melinda Gates, eles estão procurando cada vez mais empresas para contratar seus funcionários, dando prioridade às habilidades dos candidatos em relação ao diploma universitário.

E todo sabe que Bill Gates, apesar de ter estudado em Harvard, nunca concluiu sequer a graduação.

Gates não é o único empresário que não possui diploma universitário, Steve Jobs e Mark Zuckerberg são dois exemplos de casos de pessoas sem diplomas.

Muitas empresas continuam a considerar o diploma universitário como um requisito eliminatório para a concessão de empregos, mas Gates procura mudar essa mentalidade.

“A contratação baseada em habilidades é cinco vezes mais preditiva de sucesso no emprego do que a contratação somente por nível de escolaridade”, escreveu Angela Cobb no blog da Fundação Bill & Melinda Gates.

A Cobb é líder do New Options Project, uma iniciativa da Fundação Gates, em conjunto com uma organização chamada Innovate + Educate, que busca conectar pessoas que procuram emprego entre 16 e 24 anos.

A instituição Innovate + Educate publicou resultados de estudos realizados durante seus programas de conexão com funcionários e empresas. De acordo os resultados, as empresas que optaram por contratar pessoas sem diploma, mas com maiores habilidades, aumentaram sua produtividade em relação as empresas que preferiram candidatos com diplomas.

A tendência de dar menos peso ao diploma universitário para contratar funcionários vem ganhando popularidade e agora cada vez mais empresas estão focadas em procurar funcionários criativos, com habilidades interpessoais e com a capacidade de saber como trabalhar na nuvem (internet)

Sem dúvida, o diploma acadêmico ainda tem um peso na decisão dos empregadores, mas pouco a pouco as habilidades desenvolvidas são valorizadas cada vez mais valorizadas.

Com informações Nation

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here