ONG tem a iniciativa de usar estacionamento que fica vazio em determinado horário da noite para abrigar pessoas em situação de rua. O que parece um gesto simples, salva várias vidas do frio durante a madrugada e também dos perigos de se viver sem um lar.

A ideia partiu de Norman McGillivray, fundador da ONG Beddown, que pensou em transformar esse pensamento em realidade enquanto caminhava por um estacionamento vazio e procurou um dos maiores operadores de estacionamento de Brisbane, em Queensland, na Austrália – o Secure Parking. Norman então pediu para fazer um teste de duas semanas no local, o que acabou funcionando perfeitamente.

Normal e sua equipe montaram cerca 41 camas com edredons e montou um espaço para que eles tomassem banho, ganhassem roupas novas, ajuda de médicos, enfermeiros, dentistas e cabeleireiros.

O grupo de voluntários trabalhou bastante para proporcionar a criação de um ambiente seguro para desabrigados terem uma boa noite de descanso. Uma ideia que certamente poderia ser copiada em qualquer parte do mundo.

“Sendo capaz de dormir a noite toda e longe das drogas, fico mais claro durante o dia e não uso drogas há 8 dias”, contou um sem-teto

“É a primeira vez que sonho há anos”, disse outro.

“Eu não tenho que me preocupar com minhas costas aqui”, afirmou outro.

De duas, o projeto foi estendido para 3 semanas.

A ONG agora pretende, com autorização dos proprietários, ocupar lugar que usado apenas durante o dia e transformá-lo em definitivo num abrigo durante à noite.

Muitos sem-teto sofrem de privação do sono por causa de suas condições de vida, e isso pode levar a outros problemas, como depressão, diabetes, hipertensão, obesidade, perda de memória, além de também pode prejudicar a função cognitiva e levar ao uso de álcool ou drogas.

Outro problema é o risco constante de serem atacados, roubados e perderem as poucas coisas que têm.

“A privação do sono é um grande problema para os desabrigados. Por estarem agora em lugar que oferece abrigo e é seguro e é confortável, acreditamos que terá um grande impacto sobre quem usa o Beddown ”- escreveram os criadores do Beddown no perfil no Instagram.

O piloto foi um sucesso e a ONG quer mais.

“Trabalharemos com nossos outros parceiros para fornecer soluções de longo prazo para fazer a transição de nossos hóspedes para acomodações, [dar] educação e oportunidades de emprego e, finalmente, nos fecharmos aos negócios (esta é a visão) ”- afirmou a ONG no Instagram.

Veja como foi a transformação:

Com informações do BoredPanda

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here