Luciano Ferreira Lima é o um lixeiro do interior de SP que tem em casa um acervo de mais de 200 livros haviam sido jogados no lixo pelas pessoas: “Eu pensava – mas como pode um livro descartado desse jeito?”.

Luciano que trabalha há tempos como coletor de lixo em Sorocaba acabou montando a sua própria biblioteca ao perceber tamanho descarte das pessoas com os seus livros.

“São livros excelentes, que eu sempre tive como importantes para a nossa educação e para o nosso país”, disse Luciano ao G1.

Luciano, então, decidiu que iria reaproveitar as histórias que encontrava em meio a embalagens vazias, restos de alimentos e outros objetos jogados nas lixeiras.

“Alguns estavam sujos, outros precisando de reparos. Mas eu limpava os livros, lia durante o trajeto no caminhão e depois guardava em casa. Comecei com um, dois, depois cinco, dez, até se transformar no que é hoje: mais de 200 livros na nossa biblioteca”, conta.

Quando era jovem, Luciano foi preso por furto, mas depois de cumprir a sua pena, colocou na cabeça que iria recomeçar a estudar.

Graças ao amor pela leitura e aos livros recuperados, Luciano começou a cursar uma faculdade de História e, hoje, sonha com a possibilidade de ser professor.

Enquanto não se forma, o coletor continua pelas ruas da cidade salvando o que temos de mais importante na humanidade, talvez: os livros. As nossas histórias. Riquezas certamente incalculáveis.

Com informações do G1

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here