Chamado de CareZare (tem na PlayStore), o aplicativo permite tanto profissionais da saúde quanto os membros da família se associem ao perfil da pessoa doente e ajudem com lembretes, notas e alarmes sincronizados. “Saber que estamos todos na mesma página é útil”, diz o jovem criador de apenas 19 anos.

Nannie foi uma mulher incrível. Lutadora, perspicaz, empática e muito engraçada. Ela viveu e morreu por seus filhos e netos.

Como boa e fofa avó, ela mimava os netos com todo o amor do mundo.

No entanto, há 7 anos atrás, as coisas começaram a mudar. Nannie começou a ficar desorientada, a perguntar as mesmas coisas questão de minutos e a ter súbitas mudanças de humor.

Após consultar vários médicos para opiniões, foi constatado que a senhora de 79 anos sofria de família demência senil.

Logan Wells

Cada vez que a doença progredia, os cuidados e cuidadores da idosa precisavam ser cada vez mais urgentes e, à medida que aumentavam as responsabilidades, a coordenação de tudo se tornava ainda mais complexa e difícil.

“O efeito que a doença teve sobre minha avó foi terrível, mas também foi muito difícil para meus pais e minha família”, disse Logan Wells, um jovem de 19 anos e neto de Nannie para o portal da Best Life.

“À medida que adicionamos mais cuidadores, as coisas ficaram mais complicadas de coordenar. Era muito difícil estar na mesma página porque tínhamos muitos grupos de bate-papo diferentes”, acrescentou.

Por isso, Logan, na época com 15 anos, decidiu criar um aplicativo que facilitasse e ajudasse a coordenação dos cuidados da avó.

Ele fez aulas de programação e, com o pai, criou um protótipo, uma primeira versão do que se tornaria uma ferramenta fundamental para o funcionamento de todas tarefas e cuidados necessários para sua amada avó: o CareZare.

O aplicativo, gratuito para dispositivos Apple e Android, permite criar um usuário com o nome do paciente ao qual toda a sua família e cuidadores podem se juntar para escrever notas, fazer observações e receber alarmes e notificações.

Você também pode agendar eventos como consultas médicas, aniversários e até definir alarmes para que a pessoa doente não se esqueça dos remédios, bem como enviar anúncios, como o “piso está escorregadio”, e conselhos do dia a dia sobre humor ou memória da pessoa que sofre da doença.

“Basicamente, o objetivo do aplicativo é fazer com que todos os profissionais de saúde tenham todas as informações e possam ser organizados da maneira mais fácil e orgânica possível”, disse o jovem criador.

“O aplicativo está sendo usado por cerca de 600 pessoas e esperamos que seu uso continue aumentando. Nossos usuários deram muitas sugestões sobre possíveis novas funções para a aplicação, por isso tentamos adaptá-la da melhor maneira possível”.

Logan Wells

“Ser cuidador é um problema tão sério e pessoal para eles quanto para mim, por isso nos entendemos”, continuou.

Enquanto o CareZare pode ajudar a organizar uma família para cuidar de um ente querido, Logan diz que o mais importante é que as pessoas não passem por isso sozinhas.

“Procure grupos de apoio, amigos e familiares, pessoalmente ou online. Saber que você não está sozinho nisso faz uma grande diferença”, concluiu.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui