Durante toda a sua vida, Van Gogh foi muitas vezes mal interpretado como sendo louco. Mas após sua morte, e por mais de 100 anos, o seu trabalho continua sendo visto como um grande legado, juntamente com a personalidade deste pintor que ainda intriga muitas gerações. Mas, o que poucos sabem, melhor, desconhecem, é que muitas das histórias que cercaram a sua vida são incomuns e bem longe do que muitas pessoas imaginavam.

Confira abaixo:

1. Ele realmente cortou a própria orelha?

Muitos dizem que Van Gogh cortou sua orelha esquerda após uma briga violenta com seu amigo, também pintor, Paul Gauguin e a enviou a uma mulher chamada Rachel. Mas há também quem diga que seu próprio amigo poderia ter cortado sua orelha, já que Gauguin era um esgrimista experiente e, no momento de sua luta com Van Gogh naquele dia misterioso, ele estava completamente bêbado.

2. Uma máquina de pintura

Ao contrário de muitos artistas, Van Gogh começou a pintar desde pequeno: ele só pintou durante uma década da sua vida, dos 27 aos 37 anos. Mas durante esse período, Van Gogh pintou cerca de 900 quadros (ou seja, cerca de 2 por semana).

3. Uma falha total de vendas (durante sua vida)

Das 900 pinturas Van Gogh, ainda vivo, só conseguiu vender uma: a pintura “La Viña Roja”, de 1888.

4. Pintor noturno

O brilhante artista, que pintou intensamente durante esses dez anos, gostava de fazê-lo em casa por causa de alguns motivos curiosos, como por exemplo a “riqueza cromática” e da “vitalidade criada pelo luar e pela cidade”. Em uma das noites, mas internado num asilo para doentes mentais, Van Gogh pintou sua famosa pintura “A Noite Estrelada”.

5. Mais falhas profissionais

Antes de ser pintor e vendedor, Van Gogh, tentou ser vendedor em uma livraria e também como pregador religioso na Bélgica. Mas obviamente, não deu certo.

Fonte indicada: UPSOCL

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here