Alan é o nome do motorista da Uber que merecia muito mais do que 5 estrelas no aplicativo. Isso porque ele simplesmente evitou que uma passageira perdesse o seu voo para ir comemorar o aniversário de 10 anos do filho. Olha só gente, que ser humano!

Essa história aconteceu na semana passada, em São Paulo. Fernanda Machado tentava chegar ao aeroporto de Congonhas com destino ao Rio de Janeiro, mas não conseguia chegar no aeroporto por causa de um engarrafamento. Foi então que Alan teve a ideia de parar o carro e correr com as malas dela até o portão de embarque.

“Estávamos na rua Bela Cintra, no bairro Jardim Paulista, por volta das 15h. O tempo começou a passar e o trânsito fluía muito pouco. Fui conversando com o Alan, contando do aniversário do meu filho, dos meus compromissos. Nisso já era umas 17h, comecei a ficar desesperada”, conta Fernanda em publicação feita no Facebook.

E se você pensa que ela estava atrasada, se engana. Fernanda havia saído de casa quatro horas antes do horário previsto para o voo, que era às 18h10, justamente para não ter problemas com engarrafamento. Ela pegou o metrô e depois o Uber, mas a capital paulista é imprevisível até nos transtornos causados pelo trânsito e Fernanda estava mais de duas horas dentro do carro do Alan.

“O relógio continuava correndo, já estava quase aceitando que perderia o voo. Comprei uma passagem promocional, então nem teria reembolso. Cheguei a pedir para a minha mãe olhar outra passagem, mas ficaria por R$ 1 mil. Não tinha a mínima condição de pagar”, explica.

Alan ainda tentou pegar rotas alternativas, fora do que o GPS mostrava, mas o tempo continua passando e já eram 17h40. Fernanda então ficava cada vez mais aflita: “Ele disse que eu teria que confiar nele, que eu chegaria a tempo para o voo. Aí ele me disse: “vamos ter que correr, você me segue”. Começamos a correr com as duas malas e três bolsas nas mãos pelas ruas de São Paulo. Eu tenho um problema no joelho e fui falando com ele que não conseguiria, ele me deu forças e continuei”, explica.

Os dois conseguiram chegar no aeroporto e, para a sorte de Fernanda, o voo estava atrasado. “Eu me despedi rápido dele, agradeci e fui. Pude comemorar o aniversário do meu filho, fiquei realmente muito grata a esse anjo que Deus colocou em minha vida”, conta.

Ao contar essa história no Facebook e ter mais de 50 mil compartilhamentos, Fernanda conseguiu entrar em contato com o Alan pelo Whatsapp, que ficou sabendo obviamente do texto. Fernanda ofereceu um presente para o motorista, mas ele agradeceu e disse que não precisava, que fez apenas o certo.

Eu queria que esse Post chegasse até o motorista da uber Alan de São Paulo .Queria que ele soubesse que se o mundo…

Posted by Fernanda Cruz on Tuesday, October 29, 2019

Através de uma nota oficial, a Uber disse ter um código de conduta da comunidade, que orienta, entre outras coisas, que o motorista parceiro trate os passageiros como gostaria ser tratado e que também seja atencioso.

“Na Uber, sabemos que cada uma de suas viagens é parte de uma história e que essas histórias se conectam quando você se movimenta pela cidade. O respeito entre todos é o mais importante para continuar confiando na plataforma. Então, cada vez que você usa a Uber, pense nos outros. Faça com que todos se sintam bem-vindos e lembre-se de que ‘Meu Uber é seu Uber’”, disse a nota.

Fonte: BHAZ/Fotos: Fernanda Cruz/Arquivo pessoal

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Fiquei extremamente emocionada com esse acontecimento!!
    Que Deus te proteja sempre querido “ALLAN”.
    E a vc também Fernanda por ter reconhecido esse gesto tão maravilhoso !!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here