Em uma sociedade tão pessimista quanto a que vivemos hoje em dia, não temos muita empatia acontecendo. Colocar-nos no lugar do outro, sentir sua dor e sentir pena deles nos momentos mais difíceis são lições que ainda temos que aprender. E é ainda mais difícil para nós com o egoísmo em que estamos mergulhados. Ninguém quer compartilhar o que tem com um estranho, mas sempre há pessoas inspiradoras que são exceções à regra.

O Instagram ficou cheio de felicitações a um morador de rua que, apesar de não ter dinheiro algum e viver da caridade dos vizinhos para sobreviver apenas com necessário, demonstrou pro mundo um tremendo tipo de solidariedade. O homem dorme abraçando um cão também sem lar em um colchão no chão. Ele não é seu dono, mas o ama como se fosse um filho.

A imagem mostra como esse sujeito repousa pacificamente na companhia do cão, porém de um jeito único e especial. Não é o dinheiro que traz felicidade, é como agimos perante o mundo e a nós mesmos.

Abrigando-se com apenas um cobertor, os dois amigos mostraram para quem quisesse ver que, para ser feliz na vida, precisamos da somente da companhia perfeita. Neste caso, um doguinho que apenas dá paz, amor e proteção ao seu novo companheiro.

Não sabemos se eles comeram alguma coisa, se sentirão frio ou o que acontecerá com eles no futuro, mas do que temos certeza é que o vínculo deles não é por interesse. Eles não estão juntos para obter lucro. Eles só querem transmitir amor um ao outro.

“Não existe um título que cubra tudo o que esta imagem mostra”, foi a frase com a qual essa foto foi compartilhada pelo Instagram @ferarizaoficial. “São um exemplo de amor a todos”, “espero ser a paciência solitária que este homem”, “embora não tenha dinheiro, o pobre homem dá todo o carinho que tem a este cão”, foram alguns dos comentários que teve a publicação, que conta com mais de cinco mil curtidas.

Muitas vezes focamos tanto parte material que esquecemos que o essencial é invisível aos olhos.

Convido você a refletir sobre a importância da empatia.

Com informações do site UPSOCL

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

2 COMENTÁRIOS

  1. Quando o destino nos obriga a descer degraus de importância e conceito, por qualquer motivo, e se vai perdendo, a cada dia um pouco mais, na direção inversa dos humanos felizes que estão acumulando e galgando as estrelas, não raro nos identificamos com aqueles iguais que também desceram, enxotados, encurralados e esquecidos, como o lixo que se varre da calçada. Então pipocam imagens como essa, de puro amor e mútuo entendimento que olhares apressados de humanos importantes não conseguem ver, porque lhes falta tempo e interesse. Esses dois enjeitados descobriram luzes, um no outro, que não havia no abismo em que caíram. Perceberam que emoções espantam fome e frio e sentimentos bons conseguem enriquecer até mesmo aqueles que chamamos de pobres. Impossível mensurar toda a riqueza no coração envolto em trapos que ama de verdade e se enternece e se preocupa, sonha com o outro e acorda pensando em fazê-lo menos triste e quem sabe, até feliz. Sem passar por essa escola onde se aprende a dividir o que não se tem e se estuda multiplicação sem ter o que multiplicar, impossível traduzir todo esse afeto explícito para quem passa apressado, quem sabe sem jamais ter aprendido tanto sobre a vida, justamente porque tudo pode obter e nada lhe falta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here